OFF THE WALL - O Verdadeiro Lar dos Fãs de Michael Jackson!
Não esta conseguindo vizualizar todos os topico? Se cadastre, é bem rapido e venha fazer parte da FAMILIA OFF THE WALL!

Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

Michael para sempre!

Ir à página : Anterior  1, 2

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo  Mensagem [Página 2 de 2]

26 Re: Michael para sempre! em Dom Jul 29, 2012 9:24 am



UMA LUZ DE VERDADE SOBRE MICHAEL JACKSON

Em cada geração, há um punhado de pessoas que vêm a este mundo, equipadas com a capacidade de mudá-lo para melhor por causa de seu senso de consciência sobre o poder do amor. Essas pessoas compreendem o amor, não como um sentimento, mas como um estado de ser, uma maneira de se relacionar com o mundo. Elas têm uma certa luz sobre elas, uma forma de vida que abrange sendo gentil, atencioso, compassivo e empático. Através de sua capacidade de se conectar ao amor, elas têm o potencial para curar o mundo. Michael Jackson foi uma delas.

Na tentativa para definir o amor, vou deixar para Marianne Williamson através de seu livro chamado "Um retorno ao amor." Ela diz, "(amor) é nossa realidade suprema e nosso propósito na terra. Ser consciente disso, por experimentar o amor em nós mesmos e nos outros, está o sentido da vida."

Michael parecia verdadeiramente entender esse conceito. Sua conexão com o amor foi tão forte que ele teve uma capacidade maior de tocar profundamente outras pessoas com sua luz. Quando alguém que está conectado ao amor centra a sua atenção em você de uma forma positiva, o resultado é um fluxo de energia que penetra a alma e o resultado é um sentimento de pura alegria. Uma vez que esse sentimento alegre é experimentado, você quer mais, então você está continuamente atraído de volta para a fonte, que no caso é Michael.

Lisa Marie Presley abordou sobre isso em sua recente entrevista com Oprah Winfrey. Quando lhe foi perguntado por que ela se apaixonou por Michael, ela disse, "porque ele era uma pessoa incrivelmente dinâmica. Se você estivesse em sua proximidade, e ele mostrasse quem ele era, se ele estivesse disposto a fazer isso, de qualquer forma, eu nunca senti um homem tão elevado em minha vida. Ele tinha algo tão embriagador sobre ele."

Os fãs conhecem toda essa sensação muito bem. Sempre fomos o foco de sua atenção de forma positiva, mas foi bom ouvir que aqueles que estavam perto dele sentiam o mesmo efeito.

Oprah mesmo, permitiu ao fato de que ela foi tomada por ele, "Quando eu o conheci antes da entrevista em 1992", Oprah disse, "é como se ele brilhasse sua luz sobre você. Quando ele se abre e deixa que essa luz atravesse, você só quer estar nisso, você só quer estar em torno disso."

Lisa Marie passou a descrevê-lo como sua droga. "Eu sentia que sempre queria estar perto dele. Eu sempre queria fazer parte dele. Sentia-me tão elevada. Nunca me senti desse jeito perto de outro ser humano, com exceção de um... que é meu pai."

A Luz de Michael, que afetou milhões em todo o mundo, foi tão poderosa que mesmo na morte continua puxando as pessoas de volta. Já faz mais de um ano e meio desde o seu falecimento e o mundo não consegue deixá-lo ir. Não são apenas os fãs, qualquer um.
Desde sua morte, Oprah entrevistou várias pessoas sobre ele; Janet, Jackie e Tito Jackson, Lisa Marie Presley, Kenny Ortega, Katherine e Joseph Jackson e possivelmente até mesmo os filhos de Michael. Uma vez que você foi recepcionado por sua luz, é difícil deixá-lo ir. Você está atraído a ele para sempre, porque foi através dele que você experimentou o poder do amor.

Também foi perguntado a Lisa Marie, se ela nunca viu nada inadequado acontecer com crianças. Quando ela disse: "absolutamente não" eu joguei minhas mãos para cima e disse: 'Obrigado, Lisa Marie.' Agora talvez as pessoas sejam capazes de deixá-lo, pensei comigo mesma, mas essas esperanças desvaneceram-se rapidamente quando ela seguiu dizendo que somente Michael e seus acusadores realmente conheciam a verdade. Me senti vazia. Com sua primeira resposta, ela efetivamente fechava a porta sobre o assunto, agora eu sentia que ela tinha arrombado novamente.

No entanto, depois de um dia para processar a entrevista, eu vim a entender o significado dessa declaração. Ela lançou luz sobre o fato de que a verdade envolve ter um sentimento de certeza. Michael e seus acusadores eram os únicos que tinham a informação efetiva sobre o que fez ou não aconteceu, mas com alegações dessa natureza, não é a falta de conhecimento sobre os fatos que mantém as pessoas acreditando em sua inocência, é a falta de certeza sobre a integridade de seu caráter.

Uma convicção em sua inocência requer provas de que seu caráter era de fato honroso. Para chegar a esse sentimento de certeza, aqueles ainda em dúvida deveriam empreender um caminho de descoberta sobre sua verdadeira natureza, que envolve desapego de julgamento, o tempo suficiente para ver que a sua luz vibrante englobava bondade, carinho, compaixão e empatia.

Como uma comunidade somos muito protetores sobre Michael e sensível a qualquer pessoa que queira ter acesso aos que estavam mais próximos dele, especialmente sua mãe e filhos. Ainda, existe alguém mais capaz de induzir uma sensação de certeza na mente de alguém em caso de dúvida, que as pessoas a quem ele brilhou sua luz ao máximo?

Rezo para que algum dia, todos que ainda questionam sua inocência cheguem a esse sentimento de certeza, porque então eles serão capazes de abraçar a perfeição de suas imperfeições. Eles vão ver a beleza que existia por dentro e por fora, e vão começar a sentir o calor de sua luz, porque ele ainda está brilhando muito.

Para aqueles que estão nesse caminho de descoberta, prestem atenção para a compaixão que ele tinha com a humanidade, o amor que ele tinha para o planeta, a sensibilidade que ele tinha para as crianças doentes e desfavorecidas e a sua generosidade de espírito. Você não pode ter esse tipo de natureza amorosa sobre você, em seguida, virar e prejudicar uma criança. Não está no mesmo nível de consciência.

Falando por toda a equipe MJTP Tribute, somos um grupo de indivíduos moralmente conscientes, inteligentes e amorosos, a maioria dos quais somos pais que nunca perdoariam o tipo de comportamento do qual Michael Jackson foi acusado. Se não acreditássemos plenamente em sua inocência, não estaríamos aqui trabalhamos todos os dias para honrar, homenagear e conduzir o seu legado.

Temos conteúdo para estar em nosso conhecimento que sabemos a verdade e compreendemos que os outros que ainda são afetados negativamente por esta questão, devem tomar seus próprios caminhos para descobrirem por si mesmos. Até então, nosso trabalho é para manter amando Michael Jackson.

Linda Higgins


Tradução: Maíra / http://michael-iloveyoumore.blogspot.com.br/

Fonte: http://www.michaeljacksontributeportrait.com/article.php?article_id=229

..............

Ver perfil do usuário

27 Re: Michael para sempre! em Qua Ago 01, 2012 1:25 pm



A CRIANÇA É UMA CANÇÃO

Quando as crianças ouvem música, elas não ouvem apenas. Elas se misturam com a melodia e fluem com o ritmo. Algo por dentro começa a abrir suas asas – logo a criança e a música são um só. Sinto a mesma coisa, também, na presença da música, e meus melhores momentos de criatividade foram passados, muitas vezes, com crianças. Quando estou perto delas, a música vem a mim facilmente como a respiração.
Cada canção é uma criança que eu crio e dou meu amor. Mas mesmo se você nunca criou uma canção, sua vida é uma. Como não pode ser? De onda em onda, a natureza te acaricia – o ritmo de cada amanhecer e cada anoitecer é parte de você, a chuva que cai toca a sua alma, e você vê a si mesmo nas nuvens que estão tocando as notas com o sol.
Viver é ser musical, começando com o dançar do sangue em suas veias. Tudo que vive tem um ritmo. Para sentir, cada um, suavemente e atentamente, libere sua música. Você sente sua música? As crianças sim, mas depois que crescemos, a vida se torna uma aflição e uma tarefa e a música cresce com fraqueza. Às vezes o coração está tão pesado que nos afastamos dele e esquecemos que sua batida é a mensagem mais sábia da vida, uma mensagem sem palavras que diz, “Viva, seja, mova-se, alegre-se – você está vivo!” Sem o ritmo inteligente do coração, não poderíamos existir.
Quando começo a me sentir um pouco cansado e sobrecarregado, as crianças me revivem. Viro-me para elas por uma nova vida, por nova música. Dois olhos castanhos olham para mim tão profundamente, tão inocentemente, e dentro eu sussurro, “Esta criança é uma canção.” É tão verdadeiro e dirijo uma experiência que imediatamente eu percebo novamente, “também sou uma canção.” Estou de volta para mim mesmo, novamente.

Dancing the Dream - Michael Jackson



Fonte: michaeljacksondreamer.blogspot.com.br
Veja mais...http://michael-iloveyoumore.blogspot.com.br/

...........

Ver perfil do usuário

28 Re: Michael para sempre! em Sex Ago 03, 2012 1:56 pm

Mairinha adorei, continue postando

Ver perfil do usuário

29 Re: Michael para sempre! em Qua Ago 15, 2012 3:11 pm

Continuo sim amiga. Wink
Nosso Michael merece nosso empenho para que todos possam conhecê-lo melhor, né? Smile




A INFLUÊNCIA INCOMPARÁVEL DE MICHAEL JACKSON

Michael Jackson foi o artista mais influente do século XX. Isso poderia soar chocante aos ouvidos sofisticados. Afinal, Jackson, era somente uma estrela pop. Que tal grandes escritores do século como Fitzgerald e Faulkner? E quanto a artistas plásticos, como Picasso e Dali ou mestres do cinema de Chaplin para Kubrick? Mesmo entre os músicos influentes, Michael realmente importou mais do que os Beatles? Que tal Louis Armstrong, que inventou o jazz, ou Frank Sinatra, que o reinventou para pessoas brancas? Ou Elvis Presley, que fez o mesmo com o blues e o gospel, fundando o rock no processo? Michael Jackson é maior do que Elvis? Por uma boa margem.

Primeiramente, não há dúvidas de que os músicos do século 20 tiveram um impacto muito mais cultural do que qualquer outro tipo de artista. Não há tal coisa, por exemplo, como um pintor do século 20 que é mais famoso do que um artista como Sinatra. Não há cineastas ou estrelas de filme que tiveram mais influência cultural do que os Beatles, e nem escritores do século 20 que tocaram mais vidas do que Elvis. Considere que milhares de seres humanos, de Bangkok ao Brasil, ganharam a vida imitando Elvis Presley. Quando foi a última vez que você viu uma boa impressão de Picasso? Mesmo Elvis, no entanto, é ofuscado pela carreira de Jackson.

Primeiro, com a possível exceção de Prince e Sammy Davis Jr., Michael Jackson simplesmente teve talento mais bruto como intérprete do que qualquer um de seus colegas. Mas, o Rei do Pop reina a assinatura do artista do século não apenas por causa de seu talento excepcional, mas porque ele foi capaz de empacotar aquele talento de uma forma totalmente nova. Tanto em forma quanto em conteúdo, Jackson simplesmente fez o que ninguém tinha feito antes.

Louis Armstrong, por exemplo, aprendeu música como um intérprete ao vivo e adaptou sua arte para registro e rádio. Sinatra e Elvis também foram as ações basicamente ao vivo que fizeram registros, finalmente estendendo aquela cena em outros meios de comunicação pela força absoluta de carisma. Os Beatles foram um híbrido, uma grande banda de outrora que se tornou popular ao vivo por rádio e TV, forçados por sua própria fama para se tornarem os primeiros grandes artistas do rock em estúdio.

Jackson, porém, foi totalmente diferente. Algo novo. Obviamente ele fez grandes registros, geralmente com a ajuda de Quincy Jones. A influência musical de Michael Jackson em artistas subsequentes é simplesmente inevitável, a partir de seus seguidores imediatos, como Madonna e Bobby Brown, para posteriores estrelas como Usher e Justin Timberlake.

Certamente, Jackson também pôde eletrizar uma platéia ao vivo. Sua tela real, porém, sempre foi a tela de vídeo. Acima de tudo, ele foi o primeiro grande artista televisual. Desde sua infância Jackson 5, à sua passagem adulta no aniversário Motown 25 especial, as derradeiras e lamentáveis notícias de tablóides, Jackson viveu e morreu na televisão. Ele nasceu em 1958, parte da primeira geração de americanos que nunca conheceu um mundo sem TV. E Jackson não apenas cresceu com a TV. Ele cresceu nela. Estrelato criança, a grande bênção e maldição de sua vida, vocacionado a incorporar as convenções do meio e ver o seu potencial de forma que nenhum artista antes possivelmente poderia.

O resultado, como representado pelos clipes de "Thriller", "Billie Jean" e "Beat It", foi mais do que apenas uma grande arte. Foi uma nova forma de arte. Jackson transformou o baixo orçamento das empresas discográficas por promoverem um único sucesso em arte elevada, todo um novo gênero que combina todas as formas de mídia de massa do século 20: o vídeo musical. Foi cinematográfico, porém, não um filme. Houve elementos de concerto ao vivo, mas não foi nada como um concerto. Uma mistura perfeita de música e dança que não foi brega como Broadway, esteve na TV, mas extremamente diferente de qualquer coisa que as pessoas já tinham visto em uma tela.

A sabedoria convencional muitas vezes repetida - que esses vídeos de Jackson fizeram a MTV e assim "mudou a indústria da música" é apenas meia verdade. É mais como a indústria da música inflou para abranger o talento de Jackson e encolheu de novo sem ele. Vídeos não eram importantes antes de Michael, e eles deixaram de importar aproximadamente no exato momento cultural em que ele parou de produzir o grande trabalho. Seu último relevante clip, "Black or White", foi essencialmente do gênero canto do cisne.
Conduzidos por Nirvana e Pearl Jam, a próxima onda de estrelas pop odiavam fazer vídeos, vendo o formato inteiro e o canal que foi ao ar, como os instrumentos corporativos de rock.

O maior impacto dos vídeos musicais não estava na música, mas no vídeo. Isto é, no cinema e na televisão. A geração que cresceu assistindo aos vídeos dos anos 80 começou a fazer filmes e programas de TV nos anos 90, usando antes elementos estilísticos arriscados da MTV como cortes rápidos, dispositivos portáteis de estilo vérité, narrativa não-linear e efeitos visuais pesados transformando-os em TV dominante e filmes de convenções.

Se Jackson tivesse sido apenas um grande músico que também inventou vídeo da música, ele ainda não teria sido tão importante. Madonna, seu único herdeiro digno, foi quase tão talentosa em comunicar uma estética em tela. O comunicado estético de Jackson, no entanto, foi muito mais poderoso, libertador e globalmente ressonante do que o dela. Sua comunicação foi mais poderosa do que a de Elvis e Sinatra, também. Consequentemente, à essa totalidade, "artista mais influente"

Música popular americana sempre foi de desafiar estereótipos e romper barreiras. Ao longo do século, seja no Rock, Jazz ou Hip-Hop, os artistas negros e brancos misturaram estilos, implicitamente, e muitas vezes explicitamente, defendendo a igualdade racial. A música popular sempre desafiou os papéis sexuais, também. Quarenta dos melhores artistas, sobretudo, de Little Richard, a proto-feminista Leslie Gore, de David Bowie, Madonna e Lady Gaga têm empurrado o progresso social, dobrando e quebrando as regras de gênero.

Jackson foi claramente uma figura trágica, e seu trauma de infância bem documentado não ajudou. Porém, sua falha fatal, e simultaneamente a fonte de seu imenso poder, foram uma visão romântica verdadeiramente revolucionária. Não um romantismo na forma piegas dos cartões de saudações que empresas floristas usam a palavra, mas no seu antigo sentido byroniano de alguém que compromete sua vida inteira a perseguir um ideal criativo, desafiando a ordem social e até mesmo a lei natural.

O modelo romântico de Jackson, aprendido quando criança aos pés de Berry Gordy fundador da Motown , foi uma visão inspirada na Era de Aquário usando a música pop para construir a harmonia racial, sexual, geracional e religiosa. Sua guinada, entretanto, foi extraordinária.

Ele não apenas fez da arte pop a promoção de caráter igualitário, mas literalmente experimentou encarná-lo. Quando essa visão tornou-se uma obsessão, um vício de cirurgia plástica do padrão show biz, tornou-se algo infinitamente mais ambicioso e infinitamente obscuro. Jackson conscientemente experimentou se transformar em uma mistura indeterminada de tipos humanos, numa espécie de pessoa arco e intemporal, fundindo negro e branco, masculino e feminino, adulto e criança. Ele foi, contudo, não uma pessoa arco. Ele foi apenas uma pessoa normal, embora extremamente talentosa, e na época fez pó de cada pessoa, não importa o quão bem cantassem. Décadas se atiraram contra esta parede de fato irrefutável, devastaram seu corpo e alma, e consequentemente o destruíram.

Em seu auge criativo, porém, quase pareceu possível. Michael poderia ser absolutamente qualquer coisa que queria; Diana Ross em um dia e Peter Pan no próximo. Cada nota alta deslumbrante, a cada passo impossível de dança e loucos trajes projetavam as mesmas mensagens. Não há mais barreiras de raça, classe social, sexo ou idade, disse ao seu público. Você também pode fazer e ser o que desejar. Estamos limitados apenas pela nossa capacidade de sonhar.
Um artista que pode fazer você acreditar e sentir isso , mesmo que por um momento, surge uma vez na vida. Talvez. Se você tiver sorte.

Com o passar dos anos, a história limpará sua memória e a lenda Michael Jackson somente crescerá. Um dia, além de ser o artista mais influente do século 20, ele poderá bem derrubar Elvis e tornar-se também mais personificado. Jackson, afinal, morreu só há um ano. Elvis se foi desde 1977. Mais umas duas ou três décadas e Michael poderá ter o maior número de representantes de Banguecoque ao Brasil. Vamos apenas ter esperanças que eles não demorem muito.

Escrito por Hampton Stevens

Fonte: http://www.theatlantic.com/entertainment/archive/2010/06/michael-jacksons-unparalleled-influence/58616/

Tradução: Maíra / http://michael-iloveyoumore.blogspot.com.br/
...............

Ver perfil do usuário

30 Re: Michael para sempre! em Sex Set 21, 2012 2:46 pm





Êxtase

Eu nasci para nunca morrer
Para viver em felicidade, nunca chorar
Para dizer a verdade e nunca mentir
Compartilhar meu amor sem suspirar
Esticar meus braços sem amarras
Esta é minha dança, esta é minha elevação.

Não é segredo, você não percebe?
Por que não podemos todos viver em êxtase?

Êxtase...êxtase!
Por que não podemos
Viver em êxtase?

Sem culpa, sem remorso
Estou aqui pra esquecer
Memórias manchadas por pecados imaginados
Em cada amigo, em cada familiar.

Viemos para celebrar aqui
A libertação de cada medo
De cada conceito, de cada semente
De qualquer separação, casta ou credo

Esta alienação, fragmentação, abominação
De separação, exploração, isolamento
Esta crueldade, histeria, loucura absoluta
Esta raiva, ansiedade, transbordando tristeza
Ecologia interrompida, destruição desumana
Biologia doente, obstrução na natureza
Espécies em extinção, poluição ambiental
Buracos no ozônio, desafiando solução
É não conhecer a centelha que brilha em meu interior
É o mesmo fogo incandescente em cada homem, criança e madre superiora.

Viemos para celebrar aqui
A libertação de cada medo
De cada conceito, de cada semente
De cada separação, casta ou credo.

Sinta-se livre, deixe nos voar
No infinito, além do céu
Porque nascemos para nunca morrer
Viver em felicidade, e nunca chorar
Dizer a verdade e nunca mentir
Compartilhar nosso amor sem suspirar
Esticar nossos braços sem amarras

Esta é nossa dança, esta é nossa elevação
Não é segredo, você não percebe?
Por que não podemos viver em êxtase?

Êxtase!
Por que não podemos todos
Viver em êxtase?

Ecstasy - Dancing The Dream - Michael Jackson

..........

Ver perfil do usuário

31 Re: Michael para sempre! em Seg Out 01, 2012 2:07 pm



POR QUE DEFENDEMOS MICHAEL JACKSON

Escrito por Tori Tompkins

Alguns podem perguntar por que defendemos Michael Jackson. Escrevemos e falamos repetidamente a verdade, porque este homem foi completamente e totalmente destruído pelos males avarentos do mundo moderno.

A mídia propositadamente circulou mentiras e imprecisões sobre o homem, sabendo muito bem do imenso dano que isto teria sobre a mente facilmente moldada da população.

Apenas recentemente, foi lançado um relatório oficial que confirmou o que os fãs de Michael Jackson tinham conhecido há anos: que as acusações contra ele eram infundadas, que eram apenas tentativas de extorsão por parte das famílias impulsionadas pela ganância, apoiadas por um sistema judicial corrupto, impulsionado por um desejo insaciável e abrangente de publicamente linchar um dos mais condecorados e célebres homem negro na história moderna.

Os meios de comunicação tinham plena consciência dos fatos deste relatório e ainda continuavam circulando mentiras, insinuações e imprecisões para pintar um retrato falso e irracional deste homem.

Este “bloqueio midiático” sobre os fatos, como meu caro amigo, Seven Bowie disse, também foi destacado pelo amigo há 20 anos de Michael, David Nordahl com sua afirmação de que a imprensa sabia há anos que Michael sofria de um sério distúrbio de pele, vitiligo, mas eles continuaram a sugerir que ele clareava sua pele a fim de distanciar-se de sua própria identidade, ainda outra tentativa de minar suas realizações consideráveis e a imensa contribuição que fez em manter acesa a chama do sonho frágil do Dr.King.

Por que a mídia bloqueou estes fatos sobre um homem inocente? Por que eles continuam a zombar dele por um sofrimento semelhante ao câncer, sobre o qual ele não tinha nenhum controle?
Porque isso faz dinheiro.
Significa pessoas podem comprar casas maiores, carros brilhantes e podem pavonear por aí com sentimentos inflados de autoestima e status.

Quem são as vítimas de tudo isso?
Nós, pessoas normais, porque muitas vezes compramos essa indústria, oferecemos nosso dinheiro e em troca eles mentem para nós e abusam de nós.
Seja sobre o querido Michael, assuntos domésticos ou política externa, a mentira da mídia. É seu trabalho para mantê-lo desinformado para que grandes empresários possam continuar a proteger seus investimentos financeiros.

O que você lê em um papel não é objetivo, são os preconceitos subjetivos de indivíduos loucos por dinheiro como Murdoch, que não se preocupam com o público em geral ou com a exatidão. Murdoch usou suas notícias do império mundial para apoiar a invasão ilegal e a ocupação do Iraque, que custou milhares de vidas inocentes de ambos os lados. Quando confrontado com uma noção tão condenável, qual foi sua reação? Ele debochou diante de todas essas famílias que perderam irmãos, filhos, irmãs e pais em uma expedição vazia.

Infelizmente, Michael Jackson foi pego nessa horrível rede de mentiras e fraudes de uma forma invisível na história moderna.
Tal assédio interminável e um rude desrespeito por seu valor como um ser humano depensamento e sentimento, sem dúvida quebrou o espírito deste pobre homem. A mídia, comnada mais do que palavras, e uma limitada capacidade mental conseguiu condicionar as mentesde um público inteiro. Tal tratamento horrível pode acontecer a qualquer um.
É assustadoramente simples como é fácil para a imprensa obscurecer detalhes necessários emanter as massas perigosamente mal informadas sobre uma variedade de assuntos. Devido a sua abordagem imoral totalmente antiética e avarenta para a sua indústria, um homem inocente foi arrancado diariamente de sua família e de todos aqueles que o mantinham queridoem seus corações.

A mídia irresponsavelmente maltratou e ridicularizou um pai, um irmão e um filho. Ele jamais será capaz de olhar para suas crianças em brincadeiras, nem confortá-las quando estiverem abatidas. Seus três filhos nunca serão capazes de conhecer a presença de seu pai ao longo de suas vidas, nem compartilhar esses momentos sagrados e preciosos com ele que muitos tomam por concedido. Nunca mais ele pôde desfrutar das maravilhas, alegrias e prazeres simples da vida que tão brutalmente e implacavelmente negaram-lhe.

Que essa indústria, quando acoplada com um público interessado, pode aniquilar um indivíduo é repugnante e abominável. Algo precisa ser mudado. Como um grupo, como espécie, temos deparar de colocar vale no material acima de tudo. Parece que agora o lucro é muito mais importante para a maioria do que pessoas.

Deve haver uma mudança. Temos que trabalhar para restaurar um senso de ética e humanidadea esta indústria profundamente corrupta e imoral. Como é trágico, no entanto, que nãopoderíamos mudar a tempo de salvar alguém tão bonito das grotescas garras dos recessos mais sombrios da natureza humana.

Fonte: http://www.mj-777.com/?paged=8

Tradução: Maíra/ http://michael-iloveyoumore.blogspot.com.br/



.............

Ver perfil do usuário

32 Re: Michael para sempre! em Ter Out 09, 2012 3:57 pm



SUA AURA, LUZ, AMOR ... O EFEITO QUE ELE TEVE SOBRE OS OUTROS.

"Esta é uma das mais belas criaturas da Terra"
Jennifer Batten primeiro pensamento quando presenciou Michael Jackson
.........

"Eu sei que ele é meu irmão, mas eu nunca conheci alguém tão doce e gentil como ele era."
La Toya Jackson, irmã de Michael
..........

"Sempre vou me lembrar de como ele não era um homem de muitas palavras, mas ele nem precisava, porque a sua energia e espírito iluminariam completamente um lugar.”
Patti LaBelle, em um livro "Michael Jackson for the Soul" (Michael Jackson para a Alma)
..........

"Michael tinha um carisma que poderia apalpar e eu ficava ali estagnada, apreciando a sensação e tive o forte desejo de abraçá-lo."
Heidi Laurito fala sobre sua experiência em Março de 1998 em Munique, no livro “ It´s All About L.O.V.E." (É tudo sobre o amor)
...........

"Quanto mais eu o observava mais eu o amava. Ele foi simplesmente mágico. Ele foi a pessoa mais nobre do mundo. Ninguém na Terra pode comparar a sua beleza interior e exterior. Conheci tantas estrelas, conversei com elas, trabalhei com elas, mas ninguém esteve nem perto do carisma de Michael. (...) "
Ruska Bergman, estilista e amigo de Michael no segundo semestre de 2000.
..........

"Quando eu o conheci, foi realmente amor à primeira vista. Quando você começa a conhecer Michael, você compreende sua natureza de carisma .... Ele olha para o mundo com os olhos inocentes de uma criança."
Sophia Loren, a atriz
............

"Digo a vocês, ao conhecer Michael foi para amá-lo. Quando estive perto dele, senti como se estivesse na presença da magnitude! Ele emitiu uma aura especial, e ele estava muito consciente de que todos os olhos estavam sobre ele, em certos cenários."
Call Gill Street, cantor de The Velvelettes
..........

"Ele era como um ímã atraindo o público onde quer que fosse. Ele era incrível!
Foi só depois que comecei a conhecer o seu verdadeiro caráter e quem ele realmente era, que entendi o fascínio das pessoas em relação a ele."
M . Aileen , tutor dos filhos de Michael Jackson
...........

"Michael pareceu ter a aparência de um antigo rei. Houve algo imperial sobre ele. Assim, absolutamente dominante com sua a presença ..."
Aphrodite Jones
..........

"Ninguém chega perto de ter o poder da essência deste homem. A beleza de Michael irradia com um brilho que toca a alma. Ela chega quando se conhece o coração de Michael - Conhecendo ... e amando o homem de dentro para fora.
Michaeline James no Facebook
.........

"Seu sorriso foi o mais brilhante após o sol, e poderia iluminar toda a galáxia naquele dia. Ele teve uma presença que foi realmente mágica."
Diana Dawn DiAngelo sobre o dia em que conheceu Michael Jackson
.........

"Não podíamos acreditar quanto carisma flutuava em torno de Michael quando ele estava próximo. Era tarde da noite, porém tínhamos a impressão de que Michael brilhava na escuridão e sua presença mágica nos surpreendeu!"
Fãs alemães "Os Appleheads" sobre o encontro de Michael depois de seu discurso de Oxford, em 2001, às 2 da manhã, quando estava chovendo muito e Michael teve uma perna quebrada - a partir do livro “It´s all about L.O.V.E." (É tudo sobre o amor)
...........

"Ele era um ser humano, mas não me interpretem mal, ele apenas foi definitivamente tocado por Deus. Ele tinha algo um pouco mais do que uma pessoa comum. Sim, ele era um ser humano e ele tinha seus defeitos, mas ele era diferente, ele era quase como um anjo vivendo na terra. Ele podia andar em um lugar e cativar todos. Saíamos disfarçados para compras ou jantares, e ele podia estar todo embrulhado, ninguém podia ver seu rosto, mas ele tinha essa aura sobre ele e as pessoas sabiam que era ele. Simplesmente sua aura e presença eram tão forte e cativante. "
Frank Cascio, amigo
..............

"Isso, eu prometo, é como você reagirá quando conhecer Michael Jackson: você fixará o olhar, levantará vôo, você subirá e congelará. Todo mundo faz a mesma coisa - os fãs, celebridades, jornalistas,. crianças, pais, compradores, garçonetes, primeiros-ministros, guarda-costas de primeiros-ministros '...

De início você vê. Michael tem a aparência mais impressionante de qualquer homem que eu já vi. Não é apenas o rosto e as roupas. É a aura. Mas antes de você tenha recebido isso, você começará a se mover em direção a ele. Instintivamente.

Você dá um passo ou dois e congela. É como ser atingido por uma onda de consciência, antes de tudo te empurrando para frente e depois quando você descongela. "Oh meu Deus é Michael Jackson" e "Oh! Meu Deus. É Michael Jackson ... "

Eu estive na entrada de um grande hotel internacional cinco estrelas, quando Michael entrou, e vi uma onda varrendo mais de 70 pessoas - e não apenas os super-ricos e profissionais legais, mas os porteiros e recepcionistas e mensageiros dos hotéis. As pessoas mais próximas a ele se moviam, e em seguida se congelavam. Mais adiante, as pessoas apareciam, se moviam, e se congelavam, enquanto alguns dos mais próximos começam a se mover novamente.

Era como um fragmento de séculos anteriores, a entrada silenciosa e repentinamente a cintilação aérea, crepitação, conforme as pessoas se moviam em empurrões e solavancos.

Michael simplesmente sorriu e pressiou juntas suas mãos em saudação. "
Uri Geller, mágico
............

"Quando o vejo dançar e cantar, ele toca-me, como um espírito, ele movimenta meu interior, uma espécie como do Espírito Santo, porém é mais do que cantar e dançar;.. Ele consegue tocar a sua alma"
Isiah Lord Thomas III, o ex-jogador de basquete americano profissional e treinador, atualmente presidente de operações de basquete do New para a NBA York Knicks
............

Ele é um gênio. Somente por estar na mesma sala com ele, senti tudo o que eu quis fazer na vida foi alcançado. Essa aura ... É incrível como essa aura é. Estamos prestes a sacudir o mundo, cara. Você sabe como você ficaria com alguém e você não consegue nem explicar a sensação? Eu costumava me sentar e pensar, 'Como alguém vende tantos registros e domina um gênero de negócio inteiro, a um ponto onde ninguém pode ser uma parte disso sem associar com você?'
A maneira como ele pensa...
Alguns artistas pensam regional, alguns pensam nacional.
Eu estava pensando internacional.
Ele pensa planetas. Ele está em outro nível. "
Akon sobre Michael Jackson, 2007
..........

"Eu sou grato por ter trabalhado com o rei. (e sempre será o Rei) Ele foi um presente para o mundo, ele é uma luz brilhante."
Will.i.am

Fonte:http://www.truemichaeljackson.com/his-aura-light-love-the-effect-he-had-on-others/

Tradução Maíra / http://michael-iloveyoumore.blogspot.com.br

Ver perfil do usuário

33 Re: Michael para sempre! em Qua Nov 07, 2012 9:17 am

COMO MICHAEL JACKSON FEZ BAD- Parte 1

A história de como o lendário álbum, que completou exatamente 25 anos, foi forjado por reação Wacko Jacko contra o pop star.



No auge de sua fama, Michael Jackson desapareceu.

Em 1984, ele parecia estar em toda parte: nos comerciais da Pepsi, na MTV, no Grammy e até na Casa Branca; nas revistas Rolling Stone e Time e nos em todos os Estados Unidos com a turnê Victory. No ano seguinte, porém, com exceção de uma breve aparição com We Are The World, ele estava longe de ser visto. “O ano de 1985″, escreveu Gerri Hirshey para a Rolling Stone, “tem sido um buraco negro para os observadores de Michael, que testemunharam o desaparecimento de um astro espetacular desde que o cometa Halley foi para o lado mais distante do sistema solar em 1910″. Foi um movimento estratégico de um artista que entendia o poder da expectativa e da mística. 1986 foi a mesma coisa. Jackson foi dito ser um recluso “escondido”, e fez poucas aparições públicas.

Na sua ausência, apareceu uma enxurrada de histórias fantásticas sobre santuários, câmaras hiperbáricas e ossos do Homem Elefante. A maioria delas era inofensiva (e realmente divertiam Jackson), mas havia um lado mais sombrio para a revolta da mídia. Jackson se tornara o afro-americano mais poderoso na história da indústria do entretenimento. Ele não tinha somente construído um império com seus próprios álbuns, vídeos e performances de arrasar, como também havia ressuscitado a fortuna da CBS/Epic Records, trouxe vida à MTV e definiu o nível das apresentações ao vivo. Ele também , inteligentemente, manteve total posse de suas gravações e, com a ajuda de seu advogado John Branca, adquiriu ativamente os diretos de publicações, incluindo canções de Sly and the Family Stone, de Ray Charles, e claro, a jóia da coroa da música popular: o catálogo ATV/ Beatles.

Não é nenhuma coincidência que este foi o exato momento em que a maré começou a mudar. Dos pesos pesados da indústria e também da mídia, agora surgia suspeita, ressentimento e inveja. Ficou claro que Jackson não era meramente um ingênuo homem-criança. (como era representado inúmeras vezes), ou um cantor e dançarino que sabia e aceitava o seu lugar como um artista estático e submisso.
Ele estava sendo mais esperto que algumas das figuras mais poderosas da indústria. Ele estava crescendo artística e financeiramente. E ele estava começando a aprender a manejar seu considerável poder e influência cultural além do mais para fins sociais e políticos.

“Ele não será perdoado tão cedo por ter virado tantas mesas”, escreveu James Baldwin, em 1985, “ para ele maldita certeza agarrou o anel de latão, e o homem que quebrou o banco em Monte Carlo nada tem sobre Michael. Todo esse barulho é sobre a América, como a guardiã desonesta da vida e prosperidade dos negros; os negros, especialmente masculinos, na América; e a ardente culpa americana enterrada de sexo, papéis sexuais e pânico sexual; dinheiro, sucesso e desespero…”.

A revolta, então, não foi apenas sobre as percebidas excentricidades de Jackson. Foi também sobre poder, dinheiro e formas mais sutis da dominância institucional e cultural. Nas décadas anteriores a Jackson, como James Brown expressou, os artistas negros estavam muitas vezes “no show, mas não nos negócios do
show “.

Agora, Jackson era uma força financeira a ser considerada. Seu status, no entanto, também o transformou num alvo enorme.

A partir de 1985, a mídia tornava-se cada vez mais cruel com o artista. “Eles desejam nosso sangue, não nossa dor“, Jackson escreveu numa nota, em 1987.
Os tablóides logo começaram a depreciá-lo com o apelido de Wacko Jacko (um termo desprezado por Jackson). Foi um termo aplicado pela primeira vez ao pop star em 1985, pelo tablóide britânico The Sun, mas sua etmologia vai mais longe.

Jacko Macacco era o nome de um famoso macaco usado nas rinhas de macacos na arenaWestminster Pit, em Londres, no começo de 1820.
Posteriormente, o termo “Jacko” ou “Jacko Macacco” virou uma gíria londrina para se referir aos macacos em geral. O termo persistiu no século XX, quando os “Macacos Jacko”se tornaram brinquedos populares para as crianças da Grã-Bretanha na década de 50.
Eles permaneceram comuns nos lares britânicos até 1980 (e ainda podem ser encontrados no Ebay).

O termo “Jacko”, então, não surgiu do nada, e certamente não foi concebido como um termo carinhoso. Nos anos seguintes, ele seria usado pelos tabloides e pela mídia mundial como um desprezo que não deixava dúvidas sobre a sua intenção.

Mesmo para aqueles que não tinham conhecimento das raízes e da conotação racista desse termo, obviamente, o usaram para humilhar e rebaixar seu alvo. Como na cena de Ralph Ellison no filme Homem Invisível, foi um processo com a finalidade de reduzir Michael Jackson como ser humano e artista à Jacko, o espetáculo midiático para a diversão dos invejosos. (É importante notar que, embora o termo tenha sido usado amplamente pela mídia dos brancos, era raramente usado – isso SE usado – por jornalistas negros).

Este foi o começo da corrente sinistra que girava em torno de Jackson e que teve um grande impacto na psique dele e na do público (especialmente nos Estados Unidos). A tensão entre controle e liberação ou vazamentos durante o álbum Bad e seus vídeos.

No curta de Leave Me Alone, por exemplo, Jackson expressa com perspicácia a realidade carnavalesca de sua vida como um artista objetivado. Inspirado parcialmente por As Viagens de Gulliver, de Jonathan Swift, um Jackson gigante é literalmente imobilizado numa atração de um parque de diversões enquanto cachorros em ternos corporativos socam estacas no chão para mantê-lo no lugar.

Depois no vídeo, ele canta em jornais, notas de dólares e dentro de reconstituições de histórias sensacionalistas. É uma prova astuciosa autoconsciente (e socialmente consciente), sobre aprisionamento, exploração e dupla consciência na era pós-moderna.

A história continua abaixo.



Parte "do desaparecimento" de Jackson, então, também teve a ver com as realidades de sua vida. Ele não pode mais andar livremente em qualquer parte do mundo sem ser assediado, escrutinado e dissecado.

Fonte:http://www.theatlantic.com/entertainment/archive/2012/09/how-michael-jackson-made-bad/262162/
Tradução Maíra / http://michael-iloveyoumore.blogspot.com.br

.......

Ver perfil do usuário

34 Re: Michael para sempre! em Sab Nov 10, 2012 5:51 am



COMO MICHAEL JACKSON FEZ BAD – Parte 2

Seu recuo foi em sua arte. De 1985 a 1987, longe dos olhos do público, ele estava escrevendo e gravando fertilmente.
As sessões de Bad, finalmente, gerariam mais de 60 músicas em vários estados de realização. Em determinado momento, Michael considerou lançá-lo como um álbum triplo.

Jackson chamava seu estúdio caseiro em Hayvenhurst de “O Laboratório”. Este era o lugar onde a magia foi criada com um pequeno grupo de músicos e engenheiros, incluindo Matt Forger, John Barnes, Chris Currel e Bill Bottrel (muitas vezes referida como a “Equipe-B”). Tornou-se agora material da lenda que Jackson escreveu “100 milhões” no espelho de seu banheiro – o número de cópias que esperava que Bad vendesse. O valor é mais do que o dobro do que Thriller havia vendido naquela época. Tal era o alcance da ambição de Jackson.

No entanto, não era apenas o sucesso comercial que ele estava procurando. Jackson queria inovar. Ele disse aos colaboradores que queria criar sons que os ouvidos nunca haviam escutado. Novos sintetizadores excitantes foram entrando em cena no momento, incluindo o Fairlight CMI e o Synclavier PSMT.

“Ele realmente abriu outro reino da criatividade”, recorda o engenheiro de gravação Matt Forger. “O Fairlight tinha essa caneta de luz que podia desenhar uma forma de onda na tela e permitia modificar a forma da mesma. O Synclavier era apenas uma extensão disso.
Muitas vezes, terminaríamos a combinação de dois elementos de sintetizador em conjunto para criar uma característica única. Você poderia fazer isso dentro do Synclavier, mas também tinha a habilidade num incremento muito fino para ajustar o ataque de cada característica de som. E fazendo isso você realmente pode adaptar o som.

Estávamos fazendo muitas amostras e criando novas características de sons e então, criávamos uma combinação de sons de amostras mixados com síntese FM”.

Jackson estava fascinado com essas novas tecnologias e constantemente procurava novos sons. A característica de som de abertura de Dirty Diana, por exemplo, foi criada por Denny Jaeger, um especialista em Synclavier e designer da Bay Area. Quando Jackson ouviu falar de Jaeger e sua biblioteca de novas características de sons e paisagens sonoras, ele estendeu a mão e o recrutou para Bad. Os sons de Jaeger, por fim, apareceram em ambos “Dirty Diana” e “Smooth Criminal”. “Michael estava sempre em busca de algo novo”, diz Forger. “Quantas coisas poderíamos inventar nós mesmos, ou pesquisar e encontrar? Havia uma totalidade disso acontecendo. Sobre isso que “O Laboratório” foi.

A história continua abaixo.


O que torna Bad tão intemporal, no entanto, é a maneira como Jackson foi capaz de complementar essa inovação tecnológica com mais qualidades orgânicas, cheias de alma.

Em The Way You Make Me Feel, por exemplo, o implacável baralhamento endurecendo o movimento da batida é justaposto com todos os tipos de qualidades naturais e improvisadas que dão à canção o seu encanto: o vocal improvisado, o estalar de dedos, as harmonias blues, os grunhidos de percussão e suspiros, as exclamações.
O engenheiro de gravação e Bruce Swedien fala sobre como deixou todos os hábitos vocais de Jackson como parte do “quadro geral do som”. Ele não queria fazer uma música “anti-septicamente limpa” porque ela perderia seu efeito visceral.

De muitas maneiras, Bad foi o amadurecimento de Jackson como artista. Quincy Jones o desafiou no início a escrever todo o material e Jackson respondeu, escrevendo 9 das 11 faixas do álbum e dezenas de outras que foram deixadas fora. “Estude os grandes”, ele escreveu numa anotação para si mesmo, “E torne-se maior”. Ele falava sobre a “anatomia” da música, falava sobre dissecar suas partes. Ele também lia muito, incluindo a obra de Joseph Campbell. Ele queria entender o que o simbolismo, os mitos e os temas ressoavam ao longo do tempo e por quê.

Através do momento que ele levou demos para o Westlake Studio para trabalhar com Quincy Jones e Bruce Swedien (a “Equipe A”), a maioria dos elementos-chave das canções foram no lugar. Agora, era uma questão de detalhes: pequenas pinceladas de coloração, polimento, aumentos e para desgosto de Michael, enxugamento. O engenheiro-assistente, Russ Ragsdale, estima que mais de 800 multi-faixas de fitas foram criadas para Bad, um número extraordinário. Pilhas de sintetizadores enchiam a sala de monitoramento, onde Jackson muitas vezes trabalhava com o programador de sintetizadores John Barnes. Vocais foram gravados até que Jackson se sentisse satisfeito. Michael, Quincy Jones e Bruce Swedien continuavam ajustando e debatendo as decisões até o último minuto antes do fim do prazo.

Da mesma forma, muita atenção foi dada para os curta-metragens. Em suas anotações após o vídeo de Bad, Jackson indicou ainda não estar completamente satisfeito com a coreografia. Os movimentos tiveram de ser internalizados para que não houvesse um pensamento qualquer. Ele teve que se dissolver nos passos e na música até que se tornasse puro sentimento.

Muitas pessoas ainda não percebem a entrada que Jackson teve em cada detalhe de seu trabalho, das coreografias à iluminação e aos trajes para a história. Enquanto ensaiava para o curta de Smooth Criminal, Michael explicou eloquentemente ao diretor Colin Chivers e ao coreógrafo Vincent Paterson a tensão e a libertação que ele esperava alcançar.
“É por isso que nós a construímos numa montanha e a trazemos para baixo”, ele instruía. “Então, no topo [efeito do som com a boca] com as cordas altas.
Algo que apenas monte a emoção que nós não colocamos nela [efeitos sonoros feitos com a boca]. Apenas uma buzina ou algo assim, você sabe… Para montar o sentimento da música… Eu quero que a música represente o modo como nos sentimos… Tem que ditar a nossa emoção, o nosso humor.

Estamos expressando a forma como todos se sentem. É a rebelião.
Vocês estão me entendendo? Estamos deixando sair o que sempre quisemos dizer para o mundo. Paixão, e raiva, e fogo!”

25 anos depois, os resultados falam por si. Vídeos como Bad e Smooth Criminal estão entre os melhores que o meio tem a oferecer. Canções como Man in the Mirror, The Way You Make Me Feel, Dirty Diana e Another Part of Me permanecem como clássicos no vasto catálogo de Jackson. Ouvir o álbum remasterizado, incluído no CD três Bad 25 lançado em 18 de setembro, é um lembrete de sua personalidade e seu prazer singular. Ouça as linhas de propulsão do baixo, as camadas de ritmo, a experimentação vocal, as narrativas cinematográficas, as exclamações de assinatura e o vocabulário inventado, a vitalidade e a alegria pura. Este é o pop em sua forma mais dinâmica, e está, juntamente com o melhor trabalho de Prince, como um dos melhores álbuns da década de 80.

Bad é um retrato do artista no auge de sua forma ousada, criativa e confiante.

Agora como então, “o mundo inteiro tem a resposta”.

Fonte: http://www.theatlantic.com/entertainment/archive/2012/09/how-michael-jackson-made-bad/262162/2/

Tradução: Maíra / http://michael-iloveyoumore.blogspot.com.br/




.............

Ver perfil do usuário

35 Re: Michael para sempre! em Sab Nov 10, 2012 6:01 am



Uma Criança os Guiará


...."... e uma criança os guiará."

~ Isaías, 11:6.
"Todos os seus filhos serão ensinados pelo Senhor, e grande será a paz de suas crianças."
~ Isaías, 54:13.

Acredito, de todo coração, que pouco deixamos nos conduzir pela criança que habita em nós.
A inspiração a que Michael Jackson sempre se referia, captava da pureza, da inocência das crianças.
Energia que percorria a totalidade do que ele era, com toda a permissão, com toda a liberdade. Intensamente... mas com muita naturalidade.
Sua aptidão para lidar bem com os pequenos de várias idades não é algo tão comum de se encontrar. Nem tão simples assim de compreender.
Infelizmente, o afã social de traduzir suas ações e comportamento, seja dentro de trabalhos da imprensa ou não, invariavelmente, errava o alvo. Equivocadamente colocado como um "infantilóide" do cenário musical popular ou de conduta duvidosa. Sendo mais precisa, leio e escuto isso até hoje. De muita gente inteligente, inclusive do meio musical.
A pressa. Sempre a pressa do ser humano de ter algum ponto de vista pronto sobre alguma coisa ou alguém. Como que um texto acabado para o debate.
Até aí, seria razoável. Acho preocupante e nocivo é não nos abrirmos para um tempo maior, para que haja um conhecimento um pouquinho mais amplo. Não custa nada contestar o velho clichê: "a primeira impressão é a que fica".
A segunda, terceira, décima impressão pode ter muito mais valor.
A chance que muitos deixaram de dar à própria boa vontade, gerou inúmeras consequências desastrosas. Para a vida pessoal e profissional de Michael. Causou dor, raiva, mágoa... muito sofrimento.
Praticada por questões triviais de qualquer conversa de esquina ou por se relacionar à concorrência, a um mercado competitivo e agressivo, a intolerância prejudica. Não há como se contestar. Fere, maltrata, deixa marcas até o fim da vida. Quando o início do fio do constrangimento, do linchamento, é puxado, muitos são os interessados em dar o seu 'chute', sua repugnante contribuição.
Michael Jackson mergulhava em seus conflitos e emergia, desde sempre.
Tanto quanto muitos de nós, ele sabia estar no mundo adulto de compromissos e responsabilidades. De rotinas árduas de trabalho e paternidade. De romances bem e malsucedidos.
Errava, acertava, sofria, recebia glórias... vivia.
Mas na intimidade da sua obra, era a criança que canalizava a energia da natureza da vida, com todo o despudor. Em todo seu esplendor.
O poder sonhador e criativo, ilimitado e iluminado de Michael, a meu ver, vinha exatamente do contato permanente e aberto com seu espírito inocente, quase intocado.
O que ele soube preservar desta porção, não conhecia barreiras e o atravessava... saltando, com o brilho mais lindo que já vi, através de seus olhos, sua voz, do ritmo de seu corpo, das letras de suas canções, de seu caráter gentil, generoso, solidário, de um verdadeiro cuidador.
Toda criança que se aproximou dele, o apreciou de alguma forma. Sentiu facilidade na aproximação e na comunicação.
É absolutamente tocante ver crianças pelo mundo todo, passado mais de meio século de seu nascimento, repetindo tudo o que ele fez como artista.
Muitas coisas me refazem a cada dia. Esta é uma delas.
Michael brilha mais do que nunca.
That's for all time.

Angella Wains

Fonte: http://www.recantodasletras.com.br/homenagens/3857891





http://michael-iloveyoumore.blogspot.com.br/

............

Ver perfil do usuário

36 Re: Michael para sempre! em Seg Fev 18, 2013 2:15 pm



RESSURREIÇÃO

Você ouve minha voz?
Mesmo agora,
No silêncio entre seus pensamentos
Resido e permaneço
Nos descansos, as pausas dramáticas de sua vida
Você me encontrará
Na música que acompanha seus momentos
Os ritmos do seu coração e sangue
Durante o gotejamento dos minutos e a inundação das horas
Os meus sussurros frequentam seus sonhos?
Minhas palavras emocionam sua alma?
Seus gritos contra a injustiça
Eco meu?
Entre o clamor e o tinido
De um mundo barulhento
Ouça, preste atenção
Em sua audição
Estou ressuscitado.


Você vê a minha forma?
Mesmo agora,
No sopro das nuvens através da abóboda do céu
Faço você deleitar
Na lua cheia ou crescente
Desfrutar em seus raios pálidos
Faço você extasiar-se?
No arco-íris do nascer do sol
Eu danço no limite da visão?
Girando em êxtase
Você pode me ver lá?
Quase sobre seus ombros
Escondido à visão comum
Minhas imagens capturam?
Meus olhos encantam?
Meu sorriso seduz?
Minha dança cativa?
Olhe, esteja atento
Em sua visão
Estou ressuscitado.


Você sente meu toque?
Mesmo agora,
Na morna brisa do oceano,
O frio, encharcadas tormentas.
Os meus braços te mantêm próximo?
Meus lábios beijam seus medos à distância?
Através de seus dias
Você estende sua mão para tocar a minha?
Em seu quarto escurecido ao anoitecer
A sua alma anseia por meu abraço?
Meu conforto traz a paz?
Faz seu coração acolher
O que seu cérebro não consegue compreender?
Faço você ansiosamente aceitar o que não pode ser explicado?
Em grata homenagem
Eu me curvo
Em seus sentimentos
Estou ressuscitado.


Você prova o sal das minhas lágrimas?
Mesmo agora,
Você sente a ferida de cada temor?
Minha agonia perfura seu coração?
Um milhão de flechas douradas despertam empatia
Faço minhas alegrias
Aliviar o seu peso
Acalmar sua aflição
O Êxtase da Unicidade expressada
Na canção e dança
Ritmo e movimento
Faço que o fluxo e refluxo da vida
Não consigam tocar
O espaço interior
Onde giramos na dança
Da silenciosa união
Em sua linguagem
Estou ressuscitado.


Meu vestígio faz despertar?
Mesmo agora,
Na fragrância persistente do nosso amor
Nós Somos Um
Como sempre fomos
Inseparáveis
Desde o início dos tempos
Em sua audição
Sua visão
Seus sentimentos
Sua gustação
Você conhece a verdade
Em seu conhecimento
Estou ressuscitado

Em VOCÊ, estou RESSUSCITADO.


Poema escrito por Jan Cooper-Carlson – Inspirado por Michael Jackson


Créditos: http://withachildsheart.wordpress.com/2011/11/

Tradução Maíra: http://michael-iloveyoumore.blogspot.com.br/


............

Ver perfil do usuário

37 Re: Michael para sempre! em Ter Ago 20, 2013 6:39 am



Alma Altamente Desenvolvida e Mensageira

"A primeira vez que ouvi sua voz no rádio, eu estava dirigindo meu carro.
Ela me eletrificou imediatamente:
Este é um anjo, um anjo!
Com dificuldade gritei!
Esta forte vibração inacreditável, era uma alma muito altamente desenvolvida!
Infelizmente, a maioria das pessoas não consegue ver a luz espiritual de uma pessoa.
Mas, quem podia ver a luz de Michael Jackson cairia de joelhos".

Don Pedro von Hellmann, mestre espiritual e autor, 2003

.......

"Ele era um anjo andando neste planeta." 

Kenny Ortega

.......

"A antiga alma de um anjo com o coração curioso de uma criança:.. É como descrevo Michael Jackson ...... Guerreiro Angelical.
As circunstâncias, coincidências e sincronicidades que envolviam sua vida são realmente sinais e indícios de Deus. 
Michael foi, obviamente, o representante para a Nova Era da Criança. 
Ele era o mensageiro de Deus, enviado aqui para nos lembrar o que era importante: nossas crianças, nosso planeta, nós mesmos. 
Você  pode encontrar evidência na Bíblia, tradição egípcia, numerologia, astrologia e muito mais ".

E.M. Billeaudeaux, autor do livro "Um anjo entre nós: Nós o chamávamos de Michael Jackson" ("An Angel Among Us: We Called Him Michael Jackson")

.......


"Livro de história nunca irá capturar a essência de sua humilde alma e as vidas que você literalmente salvou. Arquivos de vídeo nunca representarão com precisão a excitação que causou toda vez que você pisou no palco ou em público. O melhor que a humanidade pode fazer é observar o seu espírito tutelar e retribuir adiante como um exemplo de como um verdadeiro anjo andou entre nós. "

Jodi Gomes, produtor executivo de Jacksons: A Family Dynasty e amigo de Michael


.......

"Você alguma vez conheceu um anjo? Eu conheci.
Ele tem uma presença hipnotizante, uma aura deslumbrante e um coração de ouro.
(...) Entrar no mundo de Michael foi, no entanto, como entrar em uma porta secreta para Nárnia ou deslizar em uma toca de coelho ao país das maravilhas.
Sempre que estive com ele, senti como se estivesse dentro de um conto de fadas, sendo arrastada por uma nuvem de magia, alegria e amor.
Nunca esquecerei a qualidade prateada de sua voz e a luz de sua presença, flutuando-me ao céu repetidamente.
Tudo o que Michael fez, ele fez para todos nós, para as crianças, para os animais e para o futuro do planeta.
Ele é um verdadeiro anjo.
Quem disser o contrário está enganado ou está mentindo."

Talitha Fluttrby, uma fã que se encontrou com Michael em muitas ocasiões.

Fonte: http://www.truemichaeljackson.com/highly-developed-soul-and-messenger/
Tradução: Maíra - http://www.michael-iloveyoumore.blogspot.com.br/

Ver perfil do usuário

38 Re: Michael para sempre! em Sab Set 07, 2013 8:21 pm



"É somente uma vez na vida onde você encontra um verdadeiro anjo enviado dos céus. Conto minhas bênçãos a cada dia, pois tenho experimentado os céus na Terra. A sabedoria, orientação e conhecimento serão sempre lembrados e colocados em ação.”

Dr.Cascio e família, no folheto distribuído no Staples Center serviço memorial de Jackson em julho de 2009
......
"(...) Eu também passei a acreditar que Michael estava além de talentoso, não posso explicar, mas ele tinha todas as qualidades de um anjo e o talento permitiu-lhe enviar essa mensagem para milhões de pessoas. Estou chorando por dentro no pensamento das pessoas que o cercavam e eram tão gananciosas que faltaram à compaixão ao ponto de lhe permitir a deteriorar-se a maneira como ele fez. (...) "

Nikki J., Oregon
......
"Ele foi tocado por Deus. Ele foi um mensageiro... Um homem bondoso que viveu neste mundo."

Frank Cascio, amigo
......
Você conhece o poema de William Blake?

Para ver um mundo num grão de areia,
E um paraíso numa flor silvestre,
Manter o infinito na palma da sua mão,
E a eternidade em uma hora. . .

A intensa ambição desse poema, o intenso desejo de admiração, estave vivo em Michael. Mais vivo do que qualquer coisa do tipo que eu já tinha visto. Michael via o infinito em uma polegada. Enquanto Michael abria a página mais além, polegada por polegada, seus joelhos e cotovelos ainda mais determinados e seus "ooohs", seus sons de estético orgasmo, cresciam  ainda mais intensos.
Em pé, cotovelo a cotovelo e ombro a ombro com ele, você poderia senti-lo descobrindo coisas em feixes de luz e pinceladas de tinta que sequer o artista já tinha visto.
No momento em que ele abria a página completamente, seu corpo e voz expressavam um êxtase. Uma epifania estética.
Nunca encontrei nada parecido.
Michael sentiu a beleza da página, com cada célula de seu ser.

Tenho trabalhado com Prince, Bob Marley, Peter Gabriel, Billy Joel, e Bette Midler, algumas das pessoas mais talentosas da nossa geração e nenhum deles teve a qualidade de admiração  que chegava viva em Michael. Ele via a maravilha em tudo. Sua qualidade de admiração foi algo muito além de qualquer coisa, que a maioria de nós humanos pode conceber.
Olhe, acima de todas outras coisas, sou um cientista. A ciência é a minha religião.
Tem sido a minha religião, desde que eu tinha dez anos de idade.
As duas primeiras leis da ciência são:
1) A verdade a qualquer preço, incluindo o preço de sua vida, e
2) Olhe para as coisas debaixo do seu nariz, como se você, nunca a tivesse visto antes e, em seguida, proceda a partir daí.
E isso não é apenas uma regra da ciência. É uma regra da arte. É uma regra da vida.
Muito poucas pessoas sabem disso. Menos ainda o vivenciam.
Mas Michael vivenciou, ele encarnou isso em cada folículo do seu ser.
Michael foi o mais próximo que já cheguei a um anjo secular. Um santo secular.

Olhe, sou ateu, mas Michael não era.
Ele acreditava que Deus lhe deu um dom. Ele acredita que lhe foi dado talentos, maravilhas e  admiração, raramente concedida a nós muito frágeis seres humanos.
Porque Deus lhe deu esse enorme dom, ele sentiu que devia a experiência da maravilha, espanto, admiração, respeito e outras infinidades de coisas para seus companheiros, seres humanos.
Mas ao contrário de outros seres humanos generosos, Bill e Melinda Gates, por exemplo, Michael dar aos outros não era apenas uma coisa a tempo parcial. A necessidade de dar aos outros estava viva em cada respiração de todos os dias.

A vida inteira de Michael Jackson foi dar e receber,  e todo o propósito de receber era para que ele pudesse dar. Ele trabalhou com cada célula de seu corpo para dar o dom dessa estupefação, dessa perplexidade para seus companheiros seres humanos.
Necessitando da adulação das multidões estava a conexão de Michael aos outros, a sua conexão mais profunda, muito mais profunda do que a família e amigos (embora aqueles sejam indispensáveis​​), e muito mais a cura.
Esse ato de dar mantém uma pessoa icônica, uma pessoa que nunca sabe normalidade, viva.

Howard Bloom, autor (o artigo inteiro: http://thehappiestmedium.com/2010/06/one-year-later-remembering-michael-by-howard-bloom/)
...........

"Acredito que Michael foi enviado aqui para a Terra para nos entreter, para nos unir, trazer a consciência para a cura do mundo e para nos deslumbrar com seus movimentos de dança. Exatamente para inspirar a todos para ser uma pessoa melhor.
Como disse, acredito que a cada cinquenta anos Deus envia um anjo e acredito que Michael foi esse. Pessoas do mundo todo amou Michael, e depois, naturalmente, o mundo tentou tão duramente, as pessoas negativas tentaram afincadamente destruí-lo.

"Mengesha "Mystro" Francis, um pianista clássico talentoso.
 .........

Fonte: http://www.truemichaeljackson.com/highly-developed-soul-and-messenger/
Tradução Maíra: http://michael-iloveyoumore.blogspot.com.br/

......

Ver perfil do usuário

39 Re: Michael para sempre! em Seg Set 23, 2013 11:00 am



SUSSURROS ANGELICAIS

Venho a você suavemente, silenciosamente,
Seduzindo-lhe por detrás de seu véu,
Simplificando-lhe das complexidades do seu cotidiano
Para a simplicidade do meu AGORA
Para seu véu que sempre foi de sua criação
Você criou-o do tecido do seu medo
Do que você não conhece
Você não mais necessita ter medo
Juntos somos mais fortes
O medo não tem poder
Seja corajoso.

Na melodia suave da minha voz,
Livre-se da culpa do seu ontem
A ansiedade do seu amanhã
Para morar, enfim, na praia arenosa do meu hoje
O cume da minha fé
Respire no calor do meu abraço

Você é o meu objetivo.
Você sempre foi meu objetivo.

Através de todos os anos,
Passado todas as lágrimas
Viajamos juntos para chegar a este ponto
De união
A jornada que juntos percorremos gerou dor
Mas o objetivo sempre permaneceu o mesmo
Me estendi a você tantas vezes
De muitas maneiras
Você sentiu o toque da minha voz em sua solidão?
Meu amor penetrou sua consciência quando você se sentiu desprezado?
Minhas lágrimas lavaram sua tristeza?
Meu riso trouxe esperança para um amanhã mais promissor?

Em todas as canções e notas que cantei
Os meus passos dançavam através do seu mundo
Não podia sentir meu desejo por você?

No silêncio de suas memórias mais secretas, ocultas

Da dança barulhenta, girando com vivacidade selvagem
Não podia sentir a minha alegria em você?

Liberte suas idéias do que a minha vida deveria ter sido
Seu remorso, sua angústia, sua justificação
Saiba que foi o que era necessário
Para nos trazer a este lugar de união.

Entregue-se
Deixe-me te amar
Como sempre amei
Como sempre amarei
Esteja em meu amor
E em meu amor
PERMANEÇA.

Créditos: Jan Cooper-Carlson (Poema escrito através de inspirações vindas de Michael Jackson)
http://withachildsheart.wordpress.com/

Tradução: Maíra - http://michael-iloveyoumore.blogspot.com.br/

..........

Ver perfil do usuário

40 Re: Michael para sempre! em Qua Set 25, 2013 11:29 am



ESPÍRITO ANGELICAL DE MICHAEL JACKSON

Por Shekhar Kapur

Michael Jackson viveu em seu “eu” humano ou seu “eu” espírito?

Sem a energia do seu espírito, não seria possível que cada ser humano neste planeta conhecesse sua música e sua dança. 
Não importava que você estivesse no interior de Magnolia, ou fosse um potencial terrorista suicida na Faixa de Gaza, ou um soldado israelense, ou uma criança da mais remota Índia rural. Todos conheceram Michael Jackson, todos conheceram sua canção e todos conheceram sua dança.

Ao avaliar o show "Got Talent da Índia", espantei-me com a quantidade de jovens da pequena cidade e na Índia rural que imitavam Michael Jackson e o chamavam seu Guru. 
De fato, o mais brilhante foi um garoto de 11 anos de idade, que afirmou que o espírito de Michael Jackson entrava nele quando ele dançava.

As poucas vezes que encontrei Michael Jackson, através do meu amigo Deepak Chopra (eles foram bons amigos), encontrei um homem extremamente humilde. 
Aquele que me fez sentir como se ele fosse meu fã e não o contrário. 
Ele me fez lembrar de alguns outros que conheci, quais espíritos estavam obviamente desconfortáveis com as limitações de seus corpos, os espíritos estavam agonizantes para subir e continuar Universal. Heath Ledger e Muskrat Fateh Ali Khan foram assim. Espíritos não querendo ser limitado pelo corpo. Todos morreram jovens. Como anjos.

E o que está sobre nós que não podemos lidar com espíritos fortes e temos que crucificá-los? 

Eu vi a agonia que Michael Jackson teve de suportar nos últimos anos, acusado ​​de crimes contra crianças baseados não em provas, mas em acusações indevidas.

Quando os anjos aparecem entre nós, somos compelidos a crucificá-los.

........

Shekhar Kapur, nascido em 1945 na Índia britânica (em uma área que se tornou parte do Paquistão) é um cineasta famoso da Índia. Seus trabalhos incluem “Elizabeth” indicado ao Oscar (1998), um relato semi-histórico do início do reinado de Elizabeth I da Inglaterra, "The Four Feathers" e " Bandit Queen". Em 2000, ele foi agraciado com o Padma Shri pelo governo da Índia.

Fonte: http://www.kavitachhibber.com/main/main.jsp?id=shekhar-Aug2009
Tradução Maíra - http://michael-iloveyoumore.blogspot.com.br/

.......

Ver perfil do usuário

41 Re: Michael para sempre! em Seg Nov 04, 2013 12:02 pm

PARA REPARTIR COM TODOS



Com este canto te chamo
Porque dependo de ti.
Quero encontrar um diamante
Sei que ele existe e onde está.
Não me acanho de pedir ajuda,
Sei que sozinho nunca vou poder achar,
Mas desde logo advirto,
É para repartir com todos.
Traz a ternura que escondes machucada no teu peito,
Eu levo um resto de infância que meu coração guardou.
Vamos precisar de fachos para as veredas da noite,
Que oculta e às vezes defende o diamante.
Vamos juntos, traz toda a luz que tiveres,
Não te esqueças do arco-íris que escondeste no porão.
Eu ponho a minha poronga, de uso na selva,
É uma luz que se aconchega na sombra.
Não vale desanimar, nem preferir os atalhos sedutores,
Que nos perdem, para chegar mais depressa.
Vamos achar o diamante para repartir com todos,
Mesmo com quem não quis vir ajudar, pobre de sonhos,
com quem preferiu ficar sozinho
bordando de ouro seu umbigo engelhado,
mesmo com quem se fez cego ou se encolheu na vergonha de aparecer procurando,
com quem foi indiferente e zombou das nossas mãos enfadigadas na busca,
mas também com quem tem medo do diamante e seu poder,
e até mesmo com quem desconfia que ele existe,
e existe,
o diamante se constrói quando procuramos juntos,
no meio da nossa vida,
e cresce, límpido cresce,
na intenção de repartir o que chamamos AMOR.

(Poema de Thiago de Mello)



http://www.michael-iloveyoumore.blogspot.com.br/

............

Ver perfil do usuário

42 Re: Michael para sempre! em Seg Nov 04, 2013 8:09 pm

FEBRE

Substantivo feminino; elevação anormal da temperatura constante de todo o corpo, incluindo pele, causada por influência de agentes invasores.

Fig: agitação, paixão viva e desordenada.

Volúpia, mania, desejo ardente.





Assistindo atentamente ao vídeo, começamos a relacionar Michael a esse conjunto de definições.

Mais que palavras escritas, a melhor definição vem mesmo da força do que sentimos frente a essas imagens.

A canção “Fever”, de Little Willie John , na voz de Beyoncé (gravação de 2003), traz o tom exato para os desenhos que Michael produzia ao movimentar o corpo.

As linhas clássicas, extensas e limpas e os complexos, curtos e estanques movimentos, originados nos mestres do jazz, sapateado ou na dança dos guetos, conviviam harmoniosamente em seu universo particular da dança. Onde o ponto forte sempre foi a precisão. Cada ponto de energia que fluía em seu corpo, sempre trouxe esta marca.

O bailar que tinha toda a graça e raiva lado a lado, fazia emergir uma sensualidade absurda. Poderosa.

E essa é a fonte da febre, do fervor. Michael era um especialista em causar esta sensação. Seu carisma excepcional vinha, também ,da competência na arte de seduzir.

Através da originalidade de alguns de seus passos de dança mais conhecidos. A influência de todos os seus mentores ganhou um brilho especial, ao receberam seu toque pessoal. Sua sensibilidade, sua emoção.

Um trabalho árduo de pesquisa, ensaios, experimentos, que culminou nesse “banquete” espetacular , sobre o qual nos debruçamos e que parece ainda estar longe de nos saciar.

Um belo corpo dançante, que traduz todo o ritmo de uma canção. Interessante. Atraente.

Mas, quando falamos de Michael Jackson, o que estava aliado a isso ?

Figurinos estrategicamente criados para realçar as linhas de sua musculatura, como o dourado de Versace, para HIStory .

Ou o que trouxe um tom quente e lascivo, como em Blood On the Dance Floor.

Ou ainda…um olhar muitíssimo expressivo. A boca insinuante, convidando ao desejo…as mãos deslizando suavemente sobre o corpo… os movimentos pélvicos.

As pegadas cheias de ousadia, de uma transgressão quase infantil . Provocando…fazendo a temperatura subir…

o swing da alma.

O grande entendimento da arte de dançar.

A criatividade sem limite; a extrema energia. A confiança na relação com o público.

O seu lindo cantar… a entrega, a paixão!

Elementos que o lançam para um nível difícil de ser alcançado por outros artistas.

Não há imagem de palco mais bonita do que a concebida por Michael Jackson.



Por Angella Wains

Outros textos de Angella no Recanto das Letras

Reblogado do blog: http://poemasparamichaeljackson.wordpress.com/

Para o blog: http://michael-iloveyoumore.blogspot.com.br/

............

Ver perfil do usuário

43 Re: Michael para sempre! em Sex Nov 08, 2013 6:43 pm



Vamos nomear o que aconteceu: ESCRAVIDÃO DE ARTISTA NEGRO

Por Barbara Kaufmann

Tudo acontece por um motivo. Pode não ser o nosso motivo, pode não parecer um motivo justo, mas mesmo assim, tudo se desenrola por um motivo. 
A humanidade está em um período de transição. 
A evolução da espécie humana mudou a partir da evolução de sua biologia para a evolução da sua neurologia e consciência. 
A criatura biológica não sobreviverá com a sua consciência atual que se concentra na competição, separação e violência. 
Apenas um salto na evolução da consciência salvará este planeta.

Você é um participante nisso. 
No que diz respeito ao julgamento AEG, foi-lhe solicitado para esperar para ver o que se desenrolava. 
Você foi solicitado a esperar, ser paciente e ouvir todas as evidências antes de formar uma opinião e, certamente, antes de latir para o mundo. 
Isso não é a mesma coisa que os fãs de Jackson pediram aos outros em nome de Michael Jackson? 
Tenha o conhecimento de tudo antes de falar. 
Não é essa a própria reclamação sobre o sistema de justiça, a mídia e o tribunal da opinião pública?

O sistema de justiça deveria funcionar dessa maneira. 
Supostamente é para ser a busca pela verdade. 
É suposto que se esforce para ser justo, imparcial, em condições equitativas, busca objetiva, oficial e legal da verdade. 
E essa "verdade" é confiada não a especialistas, mas a um grupo de leigos, que "acreditam", mas não podem saber com certeza se algo é verdadeiro ou não, se eles não estavam lá para testemunhar isso.

Representantes de ambos os lados de um julgamento defendem a sua verdade e argumentam contra a verdade que está sendo introduzida na forma de provas pelo outro lado. As pessoas são falhas. A lógica é falha. E às vezes a busca da verdade é esquecida nas maquinações dos tribunais.

O sistema judiciário, os tribunais, os oficiais do tribunal, provas, e na verdade, todo o sistema é suposto ser uma busca pela verdade.
Nessa busca pela verdade, por vezes, uma outra verdade muito mais útil emerge.

Essa emersão de uma verdade maior é geralmente sem erro.
Uma verdade maior emergiu nesse julgamento.

Você pode dizer que o veredito do julgamento Katherine Jackson x AEG foi justo, mas não foi . 
Você pode dizer que foi injusto, mas essa não é toda a verdade.
Você pode pensar que acabou, mas não acabou.
Você pode argumentar sobre a correção técnica do veredito ou a incorreção moral desses dias todos, mas você estaria gastando tempo e perdendo o foco.

As pessoas que carregam a verdadeira responsabilidade pela morte de Michael Jackson ainda estão andando livres. E o homem que tecnicamente terminou sua vida também está, a partir de agora , livre.

E o golpe continua.

E o trem desgovernado continua.

Ilusão ou desilusão, faça a sua escolha. Onde você quer viver?

Ou você escolhe a verdade? 
Se você escolhe a verdade, faça algo a serviço disso : Acorde.

Você pode argumentar que isto foi outro dos agarramentos da família Jackson por dinheiro, atenção, relevância ou o atual "slam " du jour dos The Jacksons , pessoas que estiveram ao redor , compõem uma fatia da história negra, sabem mais sobre a luta por justiça, um tratamento justo, igualdade, aceitação e compaixão do que qualquer um de nós jamais vamos saber ou, como eles, que têm que lutar por suas vidas inteiras.

Eles estiveram ao redor desde os dias dos direitos civis, sem direitos, sem remuneração igual ou igual reconhecimento. Eles lutaram contra mais barreiras e limitações ao longo de suas vidas do que qualquer um de nós jamais vamos ver.
Eles têm sido mais difamados do que o próprio Hitler e eles atravessaram por isso. Intactos ? Provavelmente não; você estaria?
Como Katherine Jackson ainda está de pé eu não sei. Tem que ser o poder da Graça ; como se poderia explicar isso?

E ela ainda está destinada para sofrer a ignorância, o racismo, o desrespeito, insultos e condenação que toda a sua família sofreu toda sua vida - inclusive seu filho prodígio.
Para ser a matriarca de um clã não é uma posição fácil. E para ser a matriarca Jackson é corroer a alma, tarefa ingrata e desgastante.
Muitas vezes, esta mulher com dignidade, escolheu a si mesma de ser derrubada por mais um insulto, mais uma indignidade, mais uma insuportável tristeza, tudo nas mãos da natureza humana.
A mesma natureza humana, à qual seu filho lutou duramente para amar cada vez desapontou ou desiludiu.
Ele tinha isso dentro dele para lutar contra esta mesma batalha ainda mais uma vez?

A marca Jackson e a marca Michael Jackson em particular, tem valor.
Todos e seu irmão capitalizaram nisso. De cabides para vigaristas, para bajuladores, para vira-casacas , para extorsões, para a corrupta aplicação da lei, para advogados imorais , para corporações sem alma que tentam ganhar dinheiro com um nome e uma imagem que não pertence a eles.
E até mesmo os fãs têm sido uma faca de dois gumes para essas pessoas durante toda vida.

Tanto quanto eles gostariam de amar e confiar nos fãs, eles ainda têm de manter uma certa distância e cautela.
Fãs têm ameaçado vidas e têm exigido medidas de segurança, guarda-costas, segurança, portões e fortalezas.
E ao que parece, alguns ainda não sabem como se comportar.
Katherine assistiu fãs agarrarem seu filho desde que ele era um menino. Ele foi embora e eles ainda estão agarrando.

Não importa o horror que ela pode encontrar, a mãe quer saber o que aconteceu com seu filho. Isso é a coragem materna.
Michael Jackson morreu quando ensaiava para um show promovido pela AEG.
Naturalmente que a AEG seria alvo de uma ação judicial e investigação sobre o que aconteceu e quem é responsável e porque.
E é natural que iria envolver grandes somas de dinheiro, " Michael Jackson " sempre foi equivalente a muito dinheiro. Alguns dos que ele fez para si mesmo e alguns outros que fizeram dele.
AEG é um promotor de shows de bilhões de dólares, Anschutz é um bilionário e dinheiro nesta sociedade é o poder. Corporações não são pessoas e dinheiro não é liberdade de expressão. Mas a riqueza tem sido usada para modificar e gerenciar as leis longe de apoiar o homem comum e o bem comum em uma trajetória para trás, para os dias dos capitães da indústria e barões ladrões da época medieval.

E agora, ao que parece, estamos mesmo de volta à escravidão. Sim, você ouviu isso corretamente - escravidão.

Imagine o número de pessoas que, depois que Michael morreu , avançou para dar informações de Jacksons. Imagine que eles saibam de algo que seja muito conspiratório, mas envolve pessoas  e empresas bilionárias que têm o dinheiro para "consertar" os problemas .

Isso pode significar qualquer coisa, desde o plantio de histórias para alteração de documentos oficiais, a história de revisão, para pagamentos, suborno, promessa para trabalho ou dinheiro futuro, lançamento de dinheiro em momentos de campanhas para arruinar alguém, manipulação de pessoas por trás das cenas com ofertas de dinheiro, pagamento de jornalistas talão de cheques para " obter vantagens " em alguém que não está jogando pelas regras, escondendo ou inventando provas, subornando as pessoas, para as ameaças que alguém nunca trabalharia nesta indústria novamente, a menos que ... oh , sim, e um ... ameaçando alguém que eles perderiam tudo que significa algo para eles, a menos que eles forneçam trabalho escravo e respondam "sim senhor pra tudo ".

Se você não sabe nada sobre a história americana, direitos civis ou a batalha apenas para ser considerado humano , a sua opinião sobre Katherine Jackson x julgamento da AEG não tem nenhum mérito .
E aqueles que difamam a mãe em uma busca pela verdade sobre o que aconteceu com o seu filho,  não sabe nada sobre as alegrias e tristezas da maternidade ou o que é perder um filho que se formou, cresceu e nasceu a partir dos tecidos e cavidades do seu próprio corpo .
Uma mãe em busca de justiça é como nenhuma outra força no Universo.
Pergunte a mãe de Trayvon Martin. Pergunte a mãe de James Byrd. Pergunte a mãe do pastor Matthew. Pergunte a mãe de Kendrick Johnson.

O julgamento AEG é outro capítulo na história, na história negra, uma parte do Legado de Michael Jackson, e uma lição importante para a humanidade.

Aqueles que não sabem nada sobre a história dos negros ou das batalhas e cicatrizes desta família singular por causa de quem eles são e foram na história e por causa da cor de sua pele, que pensam que estão sendo razoáveis, mas que estão, na realidade, sendo manipulados e impulsionados por forças que usam não só o objeto de sua admiração - Michael , mas usa-os ( os fãs ), assim como para conseguirem os seus fins, fazem um grande desserviço à memória e Legado de Michael.

Não há nenhuma lealdade, não onde esteja envolvido grandes somas de dinheiro. O dinheiro compra luxo, mas mais do que isso, compra o poder e influência.

Muito dinheiro é uma máquina sem sentimentos, sem lealdade, sem preocupação com quem ou o que usa ou quem derruba para chegar onde está indo.
Estamos imergindo em um guisado de cinismo, corrupção e manipulação que passa normal na vida cotidiana. Mas isto não é nada. E nós somos simplesmente danos colaterais. Danos colaterais descartáveis.

O julgamento não foi sobre o Jacksons, ou AEG ou Dr. Murray, ou fãs, ou justiça. Este julgamento foi uma busca pela verdade e uma exposição das feiúras que se escondem por trás da cortina brilhante de OZ.

Michael Jackson tentou avisar todos nós. Ele levantou-se para o grande e poderoso Oz.
Ele escreveu sobre isso, ele cantou sobre isso, ele fez filme sobre o assunto. Ele tentou orientar a história em uma direção diferente. Eles zombavam dele e acharam que ele era estúpido. Ele deixou-os pensarem isto.

Então foram depois no calcanhar de Aquiles, os lugares onde ele ficava mais vulnerável, seus filhos e sua privacidade.
Por "seus" filhos que eu não estou me referindo à sua própria prole Jackson , me refiro as crianças do mundo.
Ele disse repetidamente, em tantas maneiras, que é preciso uma aldeia para educar uma criança, que as crianças merecem respeito, reconhecimento e direitos como pessoas.

Ele era um defensor para crianças e ele nos pediu para consertar um mundo que era indiferente à sua pobreza, falta de educação, suas necessidades de saúde e necessidades especiais. 
Ele nos pediu para encontrar uma maneira de parar de assustá-las com violência e racismo, ódio e guerra.
Ele nos pediu para tornar o mundo um lugar seguro para as crianças.

Michael Jackson compreendeu as consequências da marginalização dessas pessoas pequenas. Ele entendeu como os pequeninos que são marginalizados crescem e se tornam adultos que abrigam ódio e violência.

Ah, sim, Michael entendeu a marginalização:
Como um garoto negro tentando crescer em uma sociedade racista.
Como alguém cujo rosto passou por mudanças significativas em um mundo que apenas valoriza a beleza e evita a feiura.
Como um garoto com um nariz grande, para o qual ele foi intimidado.
Como um garoto com um caso severo de acne. 
Como um jovem com Vitiligo, doença autoimune da pele que destroi seu próprio pigmento deixando enormes manchas brancas. 
Como um homem com a dor e a desfiguração de lúpus discóide. 
Como um homem com uma queimadura de terceiro grau no couro cabeludo que o levou a perder não só o cabelo, mas os folículos que crescem cabelo. 
Como um artista sério contribuindo o deslumbrante conteúdo intelectual, mas tratado mais como uma anomalia humana e show de aberração. 
Como um homem com problemas médicos graves que ameaçavam inviabilizar a sua carreira e quem fazia sua vida no palco. 
Como um homem solitário, cujos amigos , uma vez que descobriram que o dinheiro poderia ser extraído de uma associação com ele, o traiu. 
Como um homem que observou como os membros de sua própria família foram afetados e oprimidos por causa de sua identidade como Jacksons. 
Como um homem que tentou reforçar o mundo para se salvar, mas foi maltratado pelos próprios seres que ele tentou salvar. 
Como um homem traído pela indústria da música. 
Como um homem traído pela lei, enquanto seus direitos constitucionais foram pisoteados. 
Como um homem traído pelos meios de comunicação, que o usou apenas para a manipulação e para esconder dinheiro acumulado fora de negociação em seu nome.
 Como um homem que perdeu o seu país. 
Como um homem que ousou enfrentar a Convenção e pagou caro por isso.
...( esta lista poderia continuar e continuar )

Mas a verdade mais surpreendente do julgamento AEG e suas conseqüências, é a lição para a humanidade.

É uma lição de ódio, amor, compaixão, dignidade e humanidade.

É esta lição:

Michael Jackson nasceu um homem negro em um país que foi segregado quando ele nasceu. Ele cresceu numa época em que sua espécie ( cor da pele ) teve que lutar pela sua simples dignidade, os direitos civis e os direitos humanos .
Como um americano Africano veio de uma longa história de opressão e sendo aproveitado pelo homem branco.
Ele nasceu em um país que tem muito a expiar - os sequestros de pessoas de outro continente considerado inferior por causa do pigmento da pele, acorrentados ao fundo dos barcos e importados para a escravidão para construir nação de homens brancos que roubaram de seus povos nativos - os índios.

Seus antepassados ​​tiveram de suportar o rasgar das famílias, porque era legal e moralmente aceitável para "vender" as pessoas a novos proprietários.
As gerações antes dele eram "propriedade" de seus senhores brancos e proprietários de escravos e não tinham direito ao voto, à educação ou até mesmo falar, a menos que fosse dada a permissão.
Seus antepassados ​​foram espancados, estuprados, criados como gado, tratados como objetos em vez de pessoas, linchados por quaisquer desculpas forjadas e sofreram todas as indignidades conhecidas pelo homem nas mãos da humanidade.

Seus ancestrais ​​aprenderam a ser tratados melhor e mais aceitos por seus captores condescendentes com entretenimento, com a comédia blackface, com música e dança e sapateado ao capricho de seus captores.

Eles foram forçados à escravidão que eles não escolheram, não tinham direitos, eram tratados como gado, espancados, ameaçados em conformidade e feitos para se apresentar para a diversão do"público" de seus ricos e brancos proprietários-gerentes. Eles eram ordenados a "dance para mim n **** ou outra coisa."
Ameaças. Ameaças foram empregadas. Ameaças para trabalhar. Ameaças à vida, à família, à tudo que estimavam , e à liberdade.
Você já pensou sobre o que significa ser "livre”? Para ter sua liberdade? Você já pensou qual o preço da liberdade?

Você acha que Michael não estava existencialmente ciente do que estava exatamente acontecendo?
Acha que ele não notou a ironia de como ele estava sendo tratado?
Você acha que ele perdeu os paralelos com sua própria ascendência e história? 
Michael era muito bem instruído da história negra.
Você pode imaginar a tristeza e a dor que deve ter sentido nas mãos caucasianas de seus “captores” e "donos"?

A mensagem sobre a mudança do mundo e curá-lo deste mesmo tratamento de seres humanos esteve em toda a sua obra.
Foi o trabalho de sua vida.

Então, explique-me por favor, o que exatamente mudou em 50 anos?
Nos 50 anos em que Michael Jackson estava vivo?
Como a sua vida começou? E como terminou? Imagine como ele deve ter sentido .

Aparentemente, alguns são ignorantes ou precisam de uma ou duas lições de história.

A maior verdade revelada é um ultraje.

Agora você sabe o real motivo do julgamento de Katherine Jackson contra AEG e suas consequências.

O que foi revelado no julgamento AEG é impressionante.
É uma lição ao mundo.
E Michael Jackson ainda está ensinando o mundo.
E pedindo que ele seja curado.

Entendeu agora?
Já acordado?

Nota: Pediram-me para falar sobre o julgamento da AEG . Recebi outra carta fazendo as mesmas perguntas que tenho ouvido repetidas vezes: Por quê? POR QUÊ? POR QUÊ? Ouvi todos os argumentos de todos os lados da divisão.
É importante dar um passo atrás do investimento de ego em "achando que sabe" ou "estar certo", ampliar a lente e ver isso a partir de um maior e expandido eu perguntando a maior questão global.
A resposta é que um verdadeiro mestre não pára de ensinar.
Professores despertam.
Às vezes, o sono é preferível porque é menos doloroso.
Se um homem vem a serviço da humanidade , ele esquece de si  mesmo nessa missão , mas continua treinado na própria missão.
Temos que mudar nossa narrativa humana neste planeta .
Temos que criar uma outra história sobre quem somos.
Se você ainda não está acordado , posso sugerir algumas chamadas para o despertar :


Sobre a briga Sony e MJ
( O artigo original desapareceu da web )
http://mjthekingofpop.wordpress.com/2009/07/01/back-in-2002-why-invincible-became-invisible/

Michael fala da sabotagem de Sony ao álbum Invincible e porque.


Estereótipos de homens negros:




Creditos:
http://www.innermichael.com/

Tradução: Maíra
http://michael-iloveyoumore.blogspot.com.br/

.............

Ver perfil do usuário

44 Re: Michael para sempre! em Seg Nov 18, 2013 1:11 pm

Conjurando um coro de vaias; A verdade sobre o regresso de Michael Jackson, Reino Unido.



Por Charles Thomson

Conjurando um coro de vaias; A verdade sobre o regresso de Michael Jackson, Reino Unido.

Senti-me compelido a escrever este blog hoje, porque sento aqui em frente ao meu computador, nestes sete anos, desde que eu experimentei uma espécie de epifania da cobertura da mídia sobre Michael Jackson.

Segui seu julgamento muito cuidadosamente, claro, comparando as transcrições do Tribunal com a cobertura da mídia e fiquei angustiado com as reportagens terrivelmente tendenciosas.
Mas aquelas reportagens eram frequentemente enraizadas na verdade.
Jornalistas deturpariam os testemunhos genuínos, na maioria dos casos e simplesmente "mentiam" por omissão.

O que aconteceu sete anos atrás foi diferente. Eu testemunhei diretamente a construção de uma história puramente inventada; Uma que disparou ao redor do mundo, mais uma vez fez fazendo de Michael Jackson uma figura global do ridículo e imediatamente tornou-se aceitado como "fato".
Até hoje, leio relatórios de imprensa ocasionais que mencionam esse evento fabricado como se fosse uma verdade objetiva. Isto foi até mesmo listado como um evento significativo da carreira de Jackson em biografias.

Testemunhando a criação do mito foi uma experiência que tem ficado comigo desde então.
Para um entusiasmado estudante de graduação em jornalismo, foi uma visão chocante e triste das mais sinistras maquinações da mídia.

Em 15 de novembro de 2006, o Michael Jackson compareceu no World Music Awards no Earls Court Arena, em Londres .
Foi a sua primeira aparição oficial na capital desde que foi absolvido em junho de 2005 e tive a sorte de estar lá.
Alguns fãs fizeram fila durante todo o dia para garantirem posições privilegiadas na frente do palco, mas eu tinha que ir para a universidade e então, viajar para Londres à noite.
No entanto, meus amigos e eu facilmente reivindicamos um local contra a barreira de frente, saída para a lateral, imediatamente ao lado da plataforma de música.
Passamos parte da noite conversando com o pessoal do som e a equipe de segurança, que nos informaram que tinham estado nos ensaios e ouviram Jackson ensaiando "essa canção Salve o Mundo”.  Nós até encontramos Katie Melua.

Parecia que todo mundo estava lá para Michael Jackson. Em qualquer lacuna na cerimônia, gritos de seu nome rompiam em torno da arena.
Outros artistas incluíam a lista Enya , Beyoncé e Andrea Bocelli , mas a maioria deles recebeu respostas mornas e suas performances eram freqüentemente finalizadas por gritos cada vez mais altos de ' Michael ! Michael ! Michael !

A noite foi atormentada por atrasos. Lindsay Lohan, no encargo de anfitriã, afofava quase todos os registros das ligações telefônicas que fazia várias e várias vezes. O tempo usado entre as ações eram lentos. Em um ponto houve uma meia hora ou mais de apenas absolutamente nada: um palco vazio.

Quando Michael Jackson finalmente apareceu, para coletar um Diamond Award por mais de 100 milhões de álbuns vendidos, o lugar explodiu.
Eu vi Paul McCartney. Eu vi Madonna. Eu vi o Prince. Eu vi George Michael .
Eu nunca na minha vida, antes ou depois, testemunhei qualquer artista provocar a resposta que Michael Jackson provocou naquela noite.
Ele recebeu a mais sustentada, recepção estrondosa que já vi .

Ele permaneceu no palco por alguns minutos para proferir dois discursos curtos - um para o seu Diamond Award e um para uma apresentação Recorde Mundial Guinness .
Para a duração de seus discursos, eu quase não ouvi uma palavra que ele disse, apesar do  sistema de som estar em franca expansão.
A maioria dos artistas recebe uma grande alegria quando entram no palco, em seguida, o público se acalma .

Michael Jackson provocou histeria.
Gritos e choros. Não fizeram calmaria uma vez desde o momento que ele apareceu na sacada,  até o momento que ele desapareceu nos bastidores de novo. Foi uma visão inesquecível.

Ele emergiu novamente mais tarde para uma breve apresentação de classificação.
Ele entrou no palco para outra recepção cacofônica enquanto o seu single humanitário recordista We Are The World tocava no sistema de alto-falante.
Ele cantou algumas linhas e parecia olhar suplicante para a mesa de mixagem. Minha suspeita é que os fãs estavam fazendo tanto barulho que ele não podia ouvir a si mesmo. 
Foi como um de seus shows desde os anos 80.
Vi corpos retirados da multidão e levados rapidamente para longe em cadeiras de rodas.

Poucos minutos depois, o pessoal do som grotescamente desligou a faixa, justamente quando ele começava a cantar novamente. Não importa. O local só ficou ainda mais louco. Foi um momento emocionante, olhando-o receber uma recepção tão arrebatadora  após os eventos do verão anterior. 

Depois de ficar por um tempo na passarela que se projetava para fora do palco no meio da multidão, ele começou a sair, mas como os aplausos aumentavam - o público não queria deixá-lo ir tão rápido - ele parou e se virou. Brincalhão, ele levantou um dedo aos lábios como se fizesse a pergunta: " Devo ficar ou devo ir ? Os gritos se intensificaram.

Ele ficou por um tempo, sorrindo, e exatamente embebecido na adulação, então levantou o punho em uma triunfante saudação black power. Com isso, virou-se e caminhou calmamente fora do palco, os aplausos continuavam ferozmente enquanto ele desaparecia de vista.
Eu nunca vi um ser humano causar tal caos. Foi ensurdecedor.

Você pode assistir o vídeo dessa apresentação aqui:



No dia seguinte eu estava de volta na universidade. Enquanto eu caminhava pelo corredor em direção a minha primeira conferência, encontrei duas colegas do sexo feminino. Olhando para mim compassivamente, perguntaram: "Como foi?"
Comecei dizendo a elas sobre a reação impressionante que Jackson tinha recebido; o quão chocado fiquei na escala do derramamento. Tinha sido um dos espetáculos mais incríveis que eu já presenciei.

Percebi que elas estavam olhando para mim como se eu fosse uma pessoa louca.
Perguntei-lhes o que estava errado e resultou que os meios de comunicação não informaram absolutamente o procedimento da noite como havia acontecido.
Logo que ganhei o acesso à internet, descobri  que várias publicações alegavam que ele havia sido vaiado no palco.

"Michael Jackson saiu do palco por um coro de vaias na noite passada", afirmou Tom Bryant do The Mirror. "A multidão, esperando uma versão própria de sua canção, vaiou a estrela que, em seguida, correu aos bastidores."

Correu aos bastidores.

Assista ao vídeo acima. Jackson não só não "correu aos bastidores " por “ um coro de vaias”- ele permaneceu no palco durante vários minutos depois de finalizada sua apresentação, absorvendo a reação mais enfaticamente positiva que eu já observei.

Julia Kuttner  do The Daily Record escreveu uma história quase idêntica : "Michael Jackson saiu do palco por um coro de vaias ontem à noite - apenas quatro linhas em sua primeira apresentação no Reino Unido há nove anos,  Jackson pegou  um gongo no World Music Awards  em Londres minutos antes. Mas depois de cantar só o refrão de seu single de caridade We Are The World, ele parou para dizer repetidamente ao público :  “eu te amo “ Jackson correu aos bastidores depois que foi vaiado pela multidão, que esperava uma versão apropriada da música ".

O Evening Standard também entrou em ação. Os repórteres Chris Elwell, Sutton e Valentine Low escreveram: " Seu reaparecimento tão vangloriado transformou-se em um desastre constrangedor. Toda a sua apresentação consistiu em uma linha estraçalhada, várias notas altas perdidas e uma saída por um coro de vaias da platéia "eu amo. . você " , ele lhes dizia, embora se o sentimento foi recíproco é uma questão em aberto ".

Eu estava em completa descrença. Contanto que um repórter desonesto tivesse afirmado que Michael Jackson foi vaiado para fora do palco, eu não teria ficado tão zangado. Toda profissão tem suas maçãs podres. Mas por vários repórteres terem frequentado um evento no qual Michael Jackson claramente e categoricamente não foi vaiado para fora do palco, mas, em seguida, todos escrevem artigos, alegando que ele foi, demonstrou uma conspiração clara entre múltiplas partes para fabricar e perpetuar uma história falsa.

Esse mito deu a volta ao mundo. Michael Jackson saiu do palco vaiado tornou-se a maior fonte de alegria para muitos programas de bate-papo de celebridades e shows de painel atual. Incitou novas histórias. Martin Hyde do The Guardian repetiu as mentiras, declarando Jackson o " ex- rei do pop " e afirmando que ele só conseguiu algumas linhas "antes das vaias começarem". O Sunday Mirror legendou uma história posterior: " retorno da aberração plástica  foi verdadeiramente diabólico. "

Mesmo o publicista de celebridade Max Clifford foi arrastado para comentar a história falsa, dizendo ao Daily Record: " A única coisa que sempre o colocou em boa posição foi, como um artista, ele era um dos grandes. Esta semana, ele destruiu essa imagem. Os relatórios dos prêmios dizem que ele cantou um verso mutilado, várias notas altas bagunçadas e saiu por  um coro de vaias. Como um artista que estava incrivelmente danificado, e isso é tudo que sobrou dele. Acho que Michael está, provavelmente, além da ajuda."

Investigando a história anos depois, usando o serviço de arquivo de jornal Infotrac, descobri algo muito interessante; um relatório anterior do The Mirror que contradizia completamente a versão fabricada, que mais tarde se estabeleceu.
Em pelo menos uma edição do jornal, uma história de Eva Simpson e Caroline Hedley lia: "Ele está de volta! Michael Jackson foi o maior vencedor no Awards onde ele fez sua primeira apresentação pública durante nove anos. A estrela foi homenageada com um Prêmio Diamante por vender mais de 100 milhões de álbuns em sua carreira. Apresentado por Lindsay Lohan, o evento estrelado no Court Earls em Londres viu Jackson dar um desempenho deslumbrante de We Are The World. É com certeza, Jackson."

Portanto parecia que em algum momento uma decisão editorial foi tomada para que em vez de continuar a relatar o que realmente tinha acontecido, o jornal ia reescrever os eventos da noite para dizer exatamente o oposto da verdade - e várias outras publicações iam fazer o mesmo.

Pareceu- me que a mídia já havia decidido qual a história que queria contar sobre a apresentação de Michael Jackson em Londres – foi simplesmente irritante para eles que ele não tinha jogado a bola.
Quando sua aparição provocou efusão potente de adulação, os fãs que eram levados embora em cadeiras de rodas, como nas turnês de seu apogeu, não ajustou a narrativa preconcebida da indústria.

Alguns números tinham a intenção sobre Jackson ser o “ex- Rei do Pop”.
Quando Earls Court, na verdade, foi tão louco por ele como o teria feito há 20 anos antes, não se encaixava, então eles simplesmente ignoraram essa inconveniente reviravolta de eventos e conjuraram um "coro de vaias” do ar.
Se Jackson não iria desempenhar o seu papel de “ex- rei da Pop” como um bom menino, eles iriam tentar fabricar isto.
Isto foi o clássico braço-de-ferro do tablóide britânico.

A frustração e a tristeza que eu senti naquele dia quando observei essa mentira que estava sendo deliberadamente vendida, e a impotência que senti apenas assistindo os apresentadores de TV após de apresentadores de TV, os comediantes após comediantes, reciclarem o absurdo para o consumo de milhões de pessoas que não estavam lá e nunca saberiam que foi tudo inventado, fervo sempre que me lembro do fracasso.
Foi um dia de pena para o jornalismo, mas a profissão tem tido muitos daqueles na causa de Michael Jackson.

Eu não sei por que nunca escrevi nada sobre isso antes, mas um amigo postou um vídeo desse evento no Facebook hoje cedo para marcar o aniversário.

Já não é sem tempo de alguém esclarecer as coisas sobre esta falácia específica.

Créditos: http://charlesthomsonjournalist.blogspot.com.br/2013/11/the-truth-about-michael-jacksons-uk.html
Tradução: Maíra - http://michael-iloveyoumore.blogspot.com.br/



..............

Ver perfil do usuário

45 Re: Michael para sempre! em Sex Maio 08, 2015 7:16 pm



Anjo Dançarino

Artigo publicado em um jornal angolano.

(Texto do escritor angolano José Luís Mendonça)


Anjo Dançarino


“Michael Jackson, o anjo dançarino, deixa-nos um legado verdadeiramente transcendental de Arte Sonora que cobre a nossa alma, quando escutada” 

Os anjos pregaram-nos uma grande peça. Em vésperas do tão esperado concerto de Londres, roubaram-nos o Michael Jackson. Mas, vistas bem as coisas, o gênio de Michael Jackson só prova que ele desceu à Terra por pura brincadeira, ou, se quisermos ser mais precisos, por um puro capricho do destino. É que Michael Jackson é também ele um anjo. Um anjo dançarino. 

Cinquenta anos fora do seu habitat natural, os arcanjos do Céu encheram-se de ciúmes e resolveram que o grande espectáculo programado para Londres a 12 de Julho devia ser exibido na verdadeira “Neverland”, a original, da qual o rancho construído pelo cantor na Califórnia é apenas uma versão aproximada. 

Tal como no livro “Peter Pan”, de J. M. Barrie, que começa assim: “All children except one grow up”, Michael Jackson foi a única criança norte-americana que jamais cresceu. Se achava Peter Pan, chamou para si os rapazes perdidos da América, até que um qualquer Capitão Gancho resolveu caluniá-lo perante as barras da Justiça. Esse foi o segundo grande indício da sua incompatibilidade com o mundo dos homens. 

Tal como Peter Pan, Jackson não crescia, porém o mundo à sua volta mudava vertiginosamente: por isso construiu no meio das cidades humanas uma Terra do Nunca, onde só podiam viver as crianças e os animais também inocentes. Claro que um anjo mal sabe andar, quanto mais dançar! Daí a inventar a espectacular passada do Robot e a do Moonwalk foi apenas o instante de voltar ao palco do seu mundo virtual para virar simplesmente “a personalidade mais conhecida mundialmente”. O sofrimento dos homens fazia doer-lhe o coração. Entregou milhões de dólares para obras de caridade e para a gestão de 39 centros de beneficência. 

E toda a vida de Michael Jackson seria um desafio às leis da Natureza, uma tentativa frustrada de adaptação a uma sociedade que o excitou pelo fanatismo e que o caluniaria por desconhecer que ele só podia viver com os outros anjos da Terra, as crianças. 

Agora, de regresso à sua terra imortal, Michael Jackson, o anjo dançarino, deixa-nos um legado verdadeiramente transcendental de Arte Sonora que cobre a nossa alma, quando escutada. 
Ainda que eu viva mil anos, jamais poderei ouvir a magistral composição ‘Billie Jean’, sem que o meu coração se agite, fazendo menção de outra dança nos escaparates do silêncio interplanetário. 

A seguir a essa canção existe ‘Dirty Diana’ para agitar a minha natural inclinação para a dança e, penso, a de qualquer outro mortal. 

‘Earth Song’ (Canção da Terra) é outro produto cultural saído daquela máquina celestial de cantar e dançar que continua a ser Michael Jackson. 

Os imitadores angolanos do Rei da Música Pop choram lágrimas amargas de dor. Eu não. Michael Jackson não morreu. Mesmo quando parou de cantar. Agora mesmo, ponho ‘Billie Jean’ a tocar, o Michael Jackson desce outra vez à Terra e vem dançar na minha sala. 
Eu levanto-me e danço com ele. Lá pela meia-noite, o cantor despede-se com aquele toque de magia, a pensar com os pés que aqui é a lua, e eu lhe digo “estamos juntos, "man’Jackson.”



Repostagem: http://michael-iloveyoumore.blogspot.com.br/2012/01/o-anjo-dancarino.html


Fonte: http://www.opais.net/pt/opais/?

Ver perfil do usuário

46 Re: Michael para sempre! Hoje à(s) 2:55 am

Conteúdo patrocinado


Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo  Mensagem [Página 2 de 2]

Ir à página : Anterior  1, 2

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum